08:30 :: 29/04/2017
Publicidade

Relação de Xuxa com o pai incluiu reconciliação na TV; relembre

Duh Secco 12:30 :: 20/03/2017
Publicidade


Relação de Xuxa com o pai incluiu reconciliação na TV; relembre
Xuxa e o pai, Luiz Floriano, comentaram reconciliação no “Xuxa Park” (1998)

A relação de Xuxa Meneghel com o pai, Luiz Floriano Meneghel (falecido neste domingo, 19, em razão de falência múltipla de órgãos), passou por um estremecimento que os manteve afastado por anos, praticamente desde o início da vida adulta da apresentadora. O atrito se tornou público em 1992, quando Luiz Floriano foi ao “Xou da Xuxa”, então encerrando sua trajetória nas manhãs da Globo.

Na ocasião, o apresentador J. Silvestre comandou uma espécie de “Esta É A Sua Vida”, revisitando a trajetória de Xuxa. No momento em que se viu diante do pai, após cinco anos sem trocar uma palavra com ele, a então Rainha dos Baixinhos virou o rosto, caiu no choro e não respondeu ao abraço que Luiz Floriano lhe deu; um dos momentos mais comentados da trajetória do “Xou da Xuxa”.

Pouca gente se lembra, no entanto, que pai e filha selaram a paz também diante do público, em 1998. Então de “licença-maternidade”, apresentando um formato especial do “Xuxa Park” direito de sua casa, Xuxa comentou o momento: “Na realidade, eu estava bastante magoada. E por eu estar bastante magoada eu não dei o abraço que eu deveria dar. […] Mas depois passaram-se mais alguns anos… E eu achei que eu deveria… Quem eu sou pra julgar o que a gente faz de certo ou errado nessa vida?”.

A apresentadora continuou: “Então, as minhas portas se abriram, do meu coração. E eu deixei que meu pai chegasse perto de mim mais uma vez pra que a gente pudesse conversar. […] Mas esse abraço eu não dei e eu devo isso a ele”. Luiz Floriano Meneghel então entrou em cena e abraçou a filha; Xuxa ainda comentou a amizade com o pai, seu companheiro em noites insones durante a gravidez de Sasha.

Relembre abaixo o momento do abração não dado, no “Xou da Xuxa” (1992):

E a reconciliação, pouco mais de cinco anos depois, no “Xuxa Park” (1998):


WordPress Lightbox