00:14 :: 27/04/2017
Publicidade

Top 10: As melhores surras das novelas brasileiras

Felipe Brandão 14:00 :: 19/04/2017
Publicidade


A surra de Maria Clara em Laura em “Celebridade” foi emblemática

Nada como um bom barraco para agitar um folhetim e fazer vibrar a audiência, não é mesmo? Seja no horário nobre, no fim de noite, à tarde ou até em “Malhação”, o Brasil para a fim de assistir aqueles esperados embates entre mocinha e vilã – especialmente quando a heroína dá uns bons sopapos na rival mau-caráter.

Pensando nisso, o RD1 preparou um ranking com as dez melhores surras vistas nas nossas novelas. Tem de tudo: mãe castigando a filha, marido “corno” descendo a mão na esposa safada, perua traída acertando as contas com amante do marido…

Relembre com a gente!

10º lugar: Maria do Carmo (Susana Vieira) e Nazaré (Renata Sorrah) – “Senhora do Destino”

Poucas vilãs na história da dramaturgia brasileira foram tão ao mesmo tempo amadas e odiadas como a Nazaré (Renata Sorrah) de “Senhora do Destino”. Exatamente por isso, o público amou odiar a “raposa felpuda” na cena em que Maria do Carmo (Susana Vieira) vinga-se de todas as maldades que Nazaré lhe aprontou. Com a ajuda de Cláudia (Leandra Leal), Leandro (Leonardo Vieira) e Giovanni Improta (José Wilker), ela consegue encurralar a rival em um galpão e lhe dá uma coça memorável, com direito a incontáveis tabefes e pontapés.

9º lugar: Maria Paula (Marjorie Estiano) e Sílvia (Alinne Moraes) – “Duas Caras”

Furiosa com as investidas de Sílvia (Alinne Moraes) contra seu filho, Renato (Gabriel Sequeira), Maria Paula (Marjorie Estiano) não pensou duas vezes e foi pessoalmente até a casa da vilã dar uma lição nela. Sílvia a princípio demorou a perder a pose e até quis ironizar a presença da rival – mas Maria Paula não deixou por menos. “Cala a boca, e se prepara para apanhar!”, disse, antes de esbofetear Sílvia e correr atrás dela por toda a casa, enchendo-a de sopapos. Acuada, Sílvia “afinou” e ainda teve que abaixar a cabeça quando Maria Paula exigiu que ela se mantivesse longe de sua família.

8º lugar: Helena (Vera Fischer) e Íris (Deborah Secco) – “Laços de Família”

Íris (Deborah Secco) não chegou a ser de todo uma vilã na trama de Manoel Carlos, mas sem sombra de dúvida ficou marcada como uma garota prepotente e intratável, que irritava 11 em cada 10 espectadores do folhetim. Portanto, não houve quem não se sentisse vingado quando Helena (Vera Fischer), ao flagrar a meia-irmã visitando Camila (Carolina Dieckmann) durante seu tratamento contra leucemia, praticamente espancou Íris em pleno hospital. Que babado, hein?

7º lugar: Carlão (Marcos Caruso) e Dóris (Regiane Alves) – “Mulheres Apaixonadas”

Dóris (Regiane Alves) foi uma das vilãs mais originais – e detestáveis – da história dos folhetins brasileiros. A jovem maltratava o casal de avós, Flora (Carmem Silva) e Leopoldo (Oswaldo Louzada), e fazia de tudo para convencer seus pais, Carlão (Marcos Caruso) e Irene (Martha Mellinger), a mandá-los a um asilo. A megera tanto faz que consegue o que quer, mas nem assim escapa de um castigo do pai: furioso ao flagrar a filha na cama com um milionário praticamente desconhecido, Carlão vai atrás dela, arrasta-a para casa e cobre Dóris de cintadas, justamente no quarto que pertencia a Leopoldo e Flora antes de irem para o Retiro dos Artistas – e que a moça tanto cobiçou.

6º lugar: Serena (Priscila Fantin) e Cristina (Flávia Alessandra) – “Alma Gêmea”

Humilhação é pouco perto do que Cristina (Flávia Alessandra) passou nas mãos de Serena (Priscila Fantin). Sempre tranquila e pacífica, a indígena mostrou que também podia fazer jus ao apelido de “selvagem”, por que Cristina a chamava depreciativamente, e partiu para cima da loira má, a quem, depois de uma bela surra, expulsou de casa aos empurrões. Nada mais merecido para uma das antagonista mais odiadas da faixa das 18h, não é verdade?

5º lugar: Tereza (Lília Cabral) e Isabel (Adriana Birolli) – “Viver a Vida”

O ajuste de contas entre mãe e filha trouxe um agito inesperado – mas bastante necessário – à morna trama de Manoel Carlos. Cansada da agressividade gratuita de Isabel (Adriana Birolli), Tereza (Lília Cabral) nem a esperou se vestir após sair do banho e não poupou cintadas ao – belo – corpo nu da moça, vingando a si mesma e a meio elenco, que já havia sido vítima das maldades da “bruxa”. Longe de aceitar as agressões, Isabel esperneou histericamente e ainda prometeu dar o troco na própria mãe. Absurdo!

4º lugar: Diego (Marcos Frota) e Isabela (Cláudia Ohana) – “A Próxima Vítima”

Isabela (Cláudia Ohana) encontrou seu mais que merecido castigo no dia do próprio casamento, quando foi flagrada pelo noivo, Diego (Marcos Frota), indo para a cama com o próprio tio, Marcelo (José Wilker). Cego de fúria, Diego ofendeu, esbofeteou, socou a moça e, para coroar, ainda a atirou escada abaixo, humilhando-a diante de todos os convidados. Além de Isabela, quem também ficou para morrer com a cena foi a tia da vilã, a igualmente mau-caráter Filomena Ferreto (Aracy Balabanian), que não sabia onde enfiar a cara de tanta vergonha.

3º lugar: Melissa (Christiane Torloni) e Yvone (Letícia Sabatella) – “Caminho das Índias”

Conhecida pela discrição e elegância, Melissa Cadore (Christiane Torloni) mostrou que também sabia descer do salto – e muito bem descido – quando ficou sabendo do flerte entre Yvone (Letícia Sabatella) e seu marido, Ramiro (Humberto Martins). Sagaz como ela só, a socialite inventou uma desculpa para ficar sozinha com a amiga-da-onça e pegá-la desprevenida – e aí, dá-lhe tabefes, chutes, chacoalhões violentos e bofetadas daquelas. “Da próxima vez vai ser pior. Porque eu sei ser fina, mas também sei ser chave de cadeia”, avisou Melissa, diante da rival ensaguentada, cheia de hematomas e completamente nocauteada.

2º lugar: Morena (Nanda Costa) e Wanda (Totia Meirelles) – “Salve Jorge”

Wanda era o braço direito de Lívia Marini (Cláudia Raia) na quadrilha de traficantes de pessoas que fez várias vítimas na trama de Glória Perez. Por isso, a audiência vibrou quando a bandida teve o que merecia das mãos de Morena (Nanda Costa). Ao chegar à boate na Turquia e descobrir que havia sido enganada por Wanda (Totia Meireles) para se prostituir, a protagonista não pensou duas vezes e literalmente espancou a bandida, diante dos olhares maravilhados das moças traficadas e até de Russo (Adriano Garib) – o colega-desafeto de Wanda ficou tão satisfeito com a reação de Morena que até impediu seus seguranças de apartarem a briga.

1º lugar: Maria Clara Diniz (Malu Mader) e Laura (Cláudia Abreu) – “Celebridade”

A líder absoluta do nosso ranking não poderia ser outra: tida até então como uma mocinha ingênua e passiva, Maria Clara (Malu Mader) mostrou que também tinha sangue nas veias e vingou-se de Laura (Claudia Abreu) com requintes de violência e humilhação, na cena mais marcante de “Celebridade”. Ela fez questão de estar presente na premiação em que Laura fora contemplada, roubando uma ideia sua, encurralou a cúmplice de Marcos (Márcio Garcia) no banheiro do centro de eventos e a esbofeteou incansavelmente, até deixar a moça quase inconsciente, com o rosto irreconhecível de tantos hematomas. Dá-lhe Malu Mader, dá-lhe Gilberto Braga!


O RD1 coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, basta clicar no ícone indicado para reprovação que existe ao lado de cada comentário – com 3 “negativos” esse comentário é excluído automaticamente.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

WordPress Lightbox