Murilo Benício e Mariana Ximenes, como Danilo e Ana Francisca, em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

Há 15 anos, a Globo estreava uma das mais bem-sucedidas produções do horário das 18h na última década: “Chocolate com Pimenta”. 209 capítulos, e duas reprises, depois, a novela segue entre as queridinhas do público, fã confesso de Ana Francisca (Mariana Ximenes), a “Maria Mijona”, que, enganada pelo homem que amava – Danilo (Murilo Benício) – deixa Ventura após desposar o solitário (e rico) Ludovico (Ary Fontoura). Quando retorna à cidade, põe-se a vingar de todos aqueles que lhe fizeram mal. Mas termina, de novo, “traída” pelo coração… Abaixo, 15 curiosidades desta delícia de trama!

Mariana Ximenes e Ary Fontoura, Aninha e Ludovico (o Meninão), em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

1 – O autor, Walcyr Carrasco, buscou inspiração em “A Viúva Alegre”, clássico de Franz Lehár, para conceber o folhetim. O que atraiu a atenção do autor para a obra foi a inversão do clássico clichê “mocinhos separados por vilão”: “Há alguns anos, eu vi a opereta da ‘Viúva Alegre’ e percebi que tinha um tema muito interessante para uma história dentro de uma estrutura da novela, porque a estrutura das novelas, em geral, é um casal apaixonado, que quer ficar junto, mas ninguém deixa. Na Viúva Alegre é o oposto: um casal que foi apaixonado passa a se odiar e os vilões fazem de tudo para que eles fiquem juntos. Tem também a sede de vingança dela. Tudo isso, em uma estrutura de comédia”, declarou em entrevista ao O Estado de São Paulo, de 2 de julho de 2003.

Mariana Ximenes, como Ana Francisca, na segunda fase de “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

2 – ‘Chocolate’ também contava com elementos de “A Visita da Velha Senhora”, de Friedrich Dürrenmatt – “mola propulsora” de novelas como “Cavalo de Aço” (1973), “Fera Radical” (1988) e “O Outro Lado do Paraíso” (2017), também de Carrasco.

Elizabeth Savala e Patrícia França, como Jezebel e Sofia, em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

3 – O argumento, porém, não pareceu tão “inocente” para o Ministério da Justiça. A “comédia romântica” envolvendo Ana Francisca e Danilo – que os vilões Jezebel (Elizabeth Savala), Vivaldo (Fúlvio Stefanini), Conde Klaus (Cláudio Corrêa e Castro) e Terêncio (Ernani Moraes) queriam ver unidos – foi classificada, às vésperas da estreia, praticamente, como “imprópria para menores de 12 anos”, considerando apenas a sinopse, por “desvirtuamento moderado de valores éticos e conflitos psicológicos atenuados”. Naquele tempo, o horário de exibição estava condicionado à Classificação Indicativa. Portanto, “Chocolate com Pimenta” estava liberada apenas para 20h. A Globo recorreu, alegando que a “a concepção da obra não enseja qualquer prejuízo ao horário livre”. O MJ acatou ao argumento, após analisar a segunda versão da sinopse – na primeira, mais “apimentada”, Ana Francisca voltava à cidadezinha de Ventura “namoradeira”; inclusive com um noivo a tiracolo.

Cláudio Corrêa e Castro, como Conde Klaus, em cena de “Chocolate com Pimenta” com Mariana Ximenes (Imagem: Divulgação / Globo)

4 – Dentre outras alterações, da primeira para a segunda versão da sinopse, a mudança de nome do Conde Klaus; chamado, a princípio, de Mirko Zeta. Já Miguel (Caco Ciocler), espécie de guardião de Aninha – que enlouquece Danilo de ciúme – atendia por Martim.

5 – Do elenco provisório apenas Luís Melo ficou de fora. Parceiro de Carrasco em “O Cravo e a Rosa” (2000) e “A Padroeira” (2001), Melo fora escalado para viver Reginaldo, pai das meninas Celina (Samara Felippo) e Graça (Nívea Stelmann); uma lesão no joelho acarretou sua substituição por Antonio Grassi.

6 – Grassi, aliás, se viu em meio a um conflito ético ao aceitar o chamado para a produção – ele havia recusado um papel em “Agora é Que São Elas” (2003), cartaz anterior do horário. Na ocasião, o ator presidia a Funarte. A Comissão de Ética Pública da Presidência da República – Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ocupava o cargo – julgou “incompatível a função pública de Grassi e sua presença no elenco da novela”, de acordo com matéria de Ricardo Boechat no “Jornal do Brasil”, de 17 de outubro de 2003. Por fim, Antonio Grassi foi mantido nas duas funções; a Comissão, porém, determinou que os horários de gravações não afetassem o expediente dele no departamento.

Drica Moraes, como Márcia, em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

7 – Para promover a trama, a Globo estabeleceu parcerias com cafés, doçarias e restaurantes do Rio de Janeiro e de São Paulo. O festival gastronômico contava com receitas exclusivas elaboradas com chocolate e com pimenta, batizadas com nomes de personagens. Dentre os locais que participaram, o Café Antiqüe e Le Vin, de um então “desconhecido” Erick Jacquin, hoje jurado do “MasterChef”. O chef concebeu o foie gras [fígado de ganso ou pato] à Danilo, servido quente, com banana flambada no rum e chocolate ao molho de pimenta rosa; e a pera à Dália (Carla Daniel), com os mesmos acompanhamentos.

8 – Jorge Fernando – escolhido por Carrasco como diretor-geral e de núcleo – deu início aos trabalhos com cerca de 22 quilos a menos de seu peso “habitual”. Recuperou 10 já nas primeiras gravações, com os bolos, os chocolates e os pães que compunham a cenografia da fábrica Bombom, segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, de 7 de setembro de 2003.

Atrito na fábrica Bombom, de “Chocolate com Pimenta”: Danilo x Timóteo (Marcello Novaes) (Imagem: Divulgação / Globo)

9 – O telespectador, de água na boca, se fartou! Os primeiros 15 capítulos de “Chocolate com Pimenta” conquistaram 34,8 pontos (1 ponto era equivalente a 48,5 mil domicílios); “O Cravo e a Rosa” (2000) registrou 30,0 pontos (1 = 43,439 mil domicílios) e “Estrela-Guia” (2001), até então maior audiência da faixa na década, anotou 31,6 pontos (1 = 44,665 mil domicílios). A novela resistiu até mesmo a repercussão do “escândalo do PCC”, a falsa entrevista exibida pelo “Domingo Legal”, de Gugu Liberato (em 7 de setembro), nos policialescos “Brasil Urgente” (Band, com 6,1), “Cidade Alerta” (Record, com 5,8) e “Repórter Cidadão” (RedeTV!, com 5,1).

Kayky Brito e Gabriel Azevedo, como Bernadete e Fabrício, em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

10 – Em 18 de fevereiro, ‘Chocolate’ exibiu a cena em que Dr. Paulo (Guilherme Piva) e outros personagens – como a divertida Márcia (Drica Moraes) – descobriam que Bernadete (Kayky Brito) era um menino criado como menina. O capítulo em questão atingiu 41 pontos, índice próximo ao da novela das 20h, “Celebridade”, então focada no assassinato do magnata Lineu Vasconcelos (Hugo Carvana). Fortes emoções também às 19h, em “Da Cor do Pecado”, com Bárbara (Giovanna Antonelli) dando a luz a Otávio (Felipe Latgé) e induzindo Afonso Lambertini (Lima Duarte) a acreditar que o menino era filho Paco (Reynaldo Gianecchini), herdeiro de Lambertini supostamente morto; no Maranhão, Preta (Taís Araújo) dava à luz, dentro de um ônibus, a Raí (Sérgio Malheiros), este sim, filho biológico de Paco.

Priscila Fantin e Mariana Ximenes, no embate Olga x Ana, em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

11 – O último capítulo, em 7 de abril de 2004, atingiu 44 pontos de média. “Chocolate com Pimenta” assegurou média de 37 pontos, com 67% de participação no número de televisores ligados (share), até o capítulo 200. A antecessora “Agora é Que São Elas” registrou 31 de média e 55% de share; “Sabor da Paixão”, 27 de média e 56% de share.

12 – A trama também foi um sucesso no exterior, tendo estreado em Portugal enquanto ainda estava no ar por aqui, elevando em 30% a audiência da SIC. Em 2005, a Globo comercializou o folhetim, assim como a contemporânea “Da Cor do Pecado”, com uma rede do Cazaquistão. Foi a primeira negociação direta do canal com uma TV do país.

Osmar Prado como Margarido, em “Chocolate com Pimenta” (Imagem: Divulgação / Globo)

13 – Devido ao sucesso, claro, “Chocolate com Pimenta” voltou ao ar rapidinho, em 24 de julho de 2006. Entre agosto e setembro, a protagonista Mariana Ximenes foi vista em três produções: em “Vale a Pena Ver de Novo”, às 14h30; na inédita “Cobras & Lagartos”, às 19h; e na reapresentação de “A Casa das Sete Mulheres” (2003), às 23h, por conta do horário eleitoral obrigatório. O repeteco de ‘Chocolate’ se estendeu até 26 de janeiro de 2007, com 135 capítulos.

14 – Em 2012, a Globo tornou a apostar na trama, em meio às dificuldades junto ao Ministério da Justiça para liberar folhetins ainda não reprisados, como “Páginas da Vida” (2006). Para consentir com a veiculação de uma novela das 21h em horário livre, o MJ exigia que todos os capítulos fossem reeditados e encaminhados à análise. A emissora “poupou-se” do trabalho, emplacando, em sequência, as “re-reprises” de “Mulheres de Areia” (1993), “Chocolate com Pimenta” e “Da Cor do Pecado”.

Mariana Ximenes, Maria Silvia e Vicente Barcellos em cena de “Chocolate com Pimenta” gravada no Sul (Imagem: Divulgação / Globo)

15 – Algumas locações da trama são, digamos, acessíveis. Caso, por exemplo, dos parques da Ferradura, da Sequóia e do Caracol, em Canela, Rio Grande do Sul. No primeiro, foram gravadas cenas de Ana e Danilo aos beijos, próximos a uma araucária, árvore típica da região; no segundo, as cenas em que o pai de Aninha é assassinado por grileiros; por fim, no terceiro, as sequências de romance entre Danilo e Olga (Priscila Fantin) – a eterna noiva do rapaz, que faz de tudo para separá-lo da “viúva alegre”. O Lago Negro, onde a equipe realizou as cenas do enterro do pai de Ana Francisca, é um dos principais pontos turísticos de Gramado. E não há taxa para visitação…

_____________________________________________

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

_____________________________________________

Saiba Mais:

Atriz “de um papel só”, Beatriz Segall desfilou talento e versatilidade na TV

40 anos do último capítulo de “Te Contei?”; relembre tramas e bastidores

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!