Paloma será a Doroteia de "Pecado Mortal"
Paloma será a Doroteia de “Pecado Mortal”

Com estreia marcada para amanhã, “Pecado Mortal” promete ser a mais ‘global’ das novelas da Record não apenas devido à assinatura de Carlos Lombardi, seu principal trunfo, mas também pelo esmero de sua produção, a mais cara da história da emissora.

Divulgado com o rótulo de “superprodução”, o folhetim promete mesclar humor, ação e drama (não necessariamente nesta ordem) num caldeirão que deve ser fervido por sequências cinematográficas, cenas sensuais e personagens repletos de duplicidade, cada qual agarrado aos próprios pecados.

O texto de Lombardi ganhará vida através das vozes de alguns dos principais nomes do casting da Record, entre elas a de Paloma Duarte, coroada pelos telespectadores como ‘primeira-dama’ da teledramaturgia da emissora.

Na Casa desde 2006, Paloma foi a grande estrela das últimas três novelas do autor Lauro César Muniz. Em “Cidadão Brasileiro”, a atriz encarnou a complexa Luíza, que orbitava entre a futilidade da riqueza e a liberdade de uma vida ao lado de Antônio Maciel, personagem do ator Gabriel Braga Nunes.

Paloma foi a Luíza de "Cidadão Brasileiro"
Paloma foi a Luíza de “Cidadão Brasileiro”

Já em “Poder Paralelo” (2009), Duarte deu vida a Fernanda Lira, uma atriz que se apaixonou pelo mafioso (?) Tony Castellamare, para fúria de seu amante, o maléfico Bruno. A novela foi aclamada pela crítica e, apesar das constantes mudanças de horário, obteve boa audiência.

Três anos depois, Paloma encabeçou o elenco de “Máscaras”, a menos ‘bem-sucedida’ da trilogia, onde a atriz era… bem, sua personagem não tinha nome, mas era conhecida como Nameless, uma donzela aprisionada num corpo de criminosa, alvo do amor de Otávio Benaro (Fernando Pavão).

Após tantos anos trabalhando com o mesmo autor em novelas que fugiram do óbvio, Paloma demonstra segurança em seu novo ‘mestre’. “Assim que li a novela compreendi a linguagem do Lombardi. Adoro essa novela e os diálogos! Mas Lauro é um caso de amor antigo, e será sempre”, conta a atriz.

Em “Pecado Mortal”, Paloma será Dorotéia, uma mulher com papel de destaque num ‘meio’ predominantemente masculino: o jogo do bicho. A feminilidade, porém, não a limita, mas a impulsiona, fazendo-a sonhar com o controle deste rentável ‘mercado’. Nas palavras de sua própria intérprete, Dorotéia “é a vilã, no melhor sentido da palavra”.

Em "Poder Paralelo", Paloma foi Fernanda Lira
Em “Poder Paralelo”, Paloma foi Fernanda Lira

Sua relação com Danilo (Gustavo Machado), seu irmão, será um de seus principais motes e promete causar polêmica. “Ela manipula o irmão, que também não é flor que se cheire!”, adianta Paloma, revelando ainda que Dorotéia, ninfomaníaca incorrigível, possui “sentimentos incestuosos” em relação ao irmão.

Nem toda a maldade, porém, tirará o senso de humor da contraventora, primeira vilã da carreira de Duarte. “Acho difícil que ela lembre qualquer papel que eu tenha feito. Talvez na intensidade”, opina a atriz, comparando Dorotéia com as outras ‘filhas’ geradas durante sua vitoriosa carreira.

Abandonar as mocinhas, aliás, também não assusta Paloma, que afirma tê-lo feito por opção. “Fazer Dorotéia foi uma escolha”, conta, relembrando que, em toda novela, os vilões também estão no centro dos acontecimentos, enxergando-os apenas com uma ótica diferente.

No que depender da Record, “Pecado Mortal” inaugurará uma nova ‘Era de Ouro’ e fará com que a dramaturgia da emissora recupere os índices de audiência de outrora. Paloma, conhecida por ‘vestir a camisa’ da emissora, também se mostra confiante. “Claro que torço pra isso. Mas esse tipo de preocupação deixo para a parte executiva da empresa”, compartilha. “O que posso te dizer é que a emissora investiu muito nessa novela, cada capítulo custa R$ 500 mil, temos uma bela cidade cenográfica e gravamos com câmeras de cinema, equipamento de ponta! A novela está linda e tem todos os temperos necessários, além da bela ‘impressão digital’ de Lombardi”.

Sobre seu futuro na Record, a atriz prefere ser cautelosa. “Muito cedo pra falar disso, meu contrato vai até 2015. Há chance que eu pare por um tempo, há chance que não. Vamos ver. No momento, além da novela só penso em teatro, estou com dois projetos lindos”.

Esteja ou não se despedindo, Paloma já poderia ter os pés gravados na ‘calçada da fama’ da emissora, caso esta existisse. Capaz de dar vida a uma personagem logo em sua primeira cena e poderosa o suficiente para incendiar a tela com o seu olhar, a atriz volta às novelas amanhã e, caso queira, pode encontrar a si mesma na cartela do jogo do bicho de Dorotéia.

Neste caso – e somente neste -, ela não seria a n° 1, mas a 2: águia!

Nameless não tinha nome em "Máscaras"
Nameless não tinha nome em “Máscaras”

ESPINHOS?

Recentemente, alguns veículos afirmaram que a gravação da abertura de “Pecado Mortal” teria sido interrompida devido a uma suposta discussão entre Paloma e a direção da novela.

Questionada acerca do assunto, a atriz se diverte ao comentar o suposto ocorrido. “Não faço a menor ideia do que você está falando! Mas já começaram a sessão fofoca?”, pergunta.

Acerca dos boatos que a rodeiam, Paloma ri. Dorotéia, porém, promete não perdoar insolências como essas.

_____________________________________________________________________

Arthur Vivaqua não é escritor, mas escreve. Não é jornalista, mas forma opinião. Não é uma máquina, por isso pensa. Mantém um Blog pessoal. Ele sabe que aqui deveriam constar seu currículo e ocupações, por isso deixa claro que atua como editor-adjunto do RD1 e gerenciador de mídias digitais.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!