23:43 :: 22/05/2017
Publicidade

Aguinaldo Silva relembra curto prazo para escrever “Tieta” e diz que foi “obrigado” a escalar Betty Faria

Daniel Ribeiro 15:30 :: 19/05/2017
Publicidade


O autor Aguinaldo Silva

Aguinaldo Silva publicou, em seu portal na internet, o primeiro de uma série de vídeos para relembrar os bastidores de “Tieta” (1989), atualmente em cartaz no canal Viva. O autor relembrou os problemas envolvendo a construção da cidade cenográfica da trama, já que o folhetim foi escrito às pressas, e também a escalação obrigatória de Betty Faria para o papel principal.

“Em janeiro de 1989, eu tinha acabado de escrever ‘Vale Tudo’ e entrei de férias, só que as minhas férias não duraram muito, porque em maio em recebi um telefone do [diretor] Daniel Filho, que me avisou: ‘Você vai escrever a próxima novela das 8’. Eu recebi o convite com tranquilidade, porque havia uma novela já em produção e eu imaginei que a minha entraria depois dessa”.

O que o autor não imagina, no entanto, é que a produção prevista para o horário na época, “Barriga de Aluguel”, havia sido remanejada para a faixa das 18h, e a Globo tinha um prazo de 2 meses para produzir a trama. “Naquela mesma noite, eu fui em uma livraria, comprei ‘Tieta’ e comecei a ler. No dia seguinte, convidei Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares para trabalhar comigo, e um mês depois eu entreguei os primeiros 12 capítulos”.

Quando “Tieta” estreou, no dia 14 de agosto, a cidade cenográfica ainda estava em construção. “As primeiras cenas desta novela foram gravadas em planos fechados, porque não era possível mostrar o que não existia. De qualquer maneira, ela foi concluída a tempo, a novela embarcou e virou um sucesso enorme”, disse Aguinaldo, que classificou a história como “revolucionária, libertária e moderníssima mesmo para os dias de hoje”.

Intérprete única 

“Tieta foi Betty Faria desde o primeiro instante por uma razão muito simples: Betty tinha os direitos autorais do livro para a televisão. Esses direitos foram concedidos a ela num bar em Paris onde ela encontrou Jorge Amado e a esposa dele, e os dois decidiram que ela seria a figura ideal para viver Tieta numa remota produção para a televisão”, revelou o dramaturgo.

A novela foi produzida pouco mais de um ano após Faria adquirir os direitos. “Eu não consigo imaginar outra atriz fazendo Tieta que não Betty Faria. Naquela época, a gente já tinha feito muitos trabalhos juntos. Betty era a minha estrela favorita e pra mim foi muito feliz vê-la fazendo aquela Tieta com aquele jeito de deboche e o reconhecimento do mundo que ela passou através da personagem“, admitiu Aguinaldo.

Veja o vídeo:


O RD1 coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, basta clicar no ícone indicado para reprovação que existe ao lado de cada comentário – com 3 “negativos” esse comentário é excluído automaticamente.

Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático.

WordPress Lightbox