Ao contrário de “Sol Nascente”, “Novo Mundo” tem curva de audiência ascendente

Caio Castro como Dom Pedro em “Novo Mundo”; trama apresenta audiência em ascensão.
Caio Castro como Dom Pedro em “Novo Mundo”; trama apresenta audiência em ascensão

Com celular em cena ou não já é possível considerar “Novo Mundo” um sucesso. A atual trama das 18h vem registrando números bastante satisfatórios para o horário. E o mais interessante – e proveitoso para a Globo: a trama tem curva ascendente de audiência, diferente de sua antecessora, “Sol Nascente”.

À exceção de seu segundo e quarto capítulos, no ar em 23 e 25 de março, “Novo Mundo” mantém índices acima dos 20 pontos. Suas quatro primeiras semanas registraram, respectivamente, 20, 22, 23 e 22 pontos.

No mesmo período, “Sol Nascente” foi ladeira abaixo: 24, 21, 19 e 20 – chegando a preocupantes 18 pontos de média em sua oitava semana, de 17 a 22 de outubro. A novela de Walther Negrão, Suzana Pires e Júlio Fischer só recuperou fôlego em sua reta final, em janeiro deste ano.

“Novo Mundo” é o folhetim de estreia de Alessandro Marson e Thereza Falcão como titulares. A novela retrata a construção do Brasil de hoje, através da aventura romântica de Anna (Isabelle Drummond) e Joaquim (Chay Suede), que se conhecem no navio que traz a arquiduquesa austríaca Leopoldina (Letícia Colin) ao nosso país, para desposar o herdeiro da coroa portuguesa, Dom Pedro (Caio Castro).

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.