Apesar de Edir Macedo negar, crise na Record ainda é visível

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

A Record, via comunicado e entrevista de seu proprietário, Edir Macedo, negou toda e qualquer crise noticiada pela imprensa nas últimas semanas. E mais, avisaram que parte da mídia fabrica boatos para atingir o grupo.

Apesar de negarem, a crise na Barra Funda ainda é visível. Segundo Flávio Ricco, por consequência da proibição das horas extras, vários funcionários estão saindo em busca de um segundo emprego para complementar a renda mensal. Outros chegam a bater cartão de saída e retornam aos postos de trabalho, sem ganhar nada, para terminar as suas obrigações.

Enquanto a imprensa é acusada de perseguição, os próprios funcionários tornam pública sua insatisfação. Há algo de estranho nessa história.

VEJA TAMBÉM: Edir Macedo desmente a Revista Veja e nega crise na Record

João Paulo Dell SantoJoão Paulo Dell Santo
João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email [email protected].
Veja mais ›