Band não pretende retomar investimento em novelas; relembre as tramas do canal

Juliana Silveira em “Floribella”, novela de maior êxito da Band nos últimos anos.

São improcedentes as notícias acerca da retomada da Band no gênero teledramaturgia. A emissora do Morumbi pretende continuar apostando em folhetins turcos, mais rentáveis do que uma produção própria. Parcerias com produtoras independentes também não estão nos planos do canal para 2017.

Via assessoria, a Band comentou o assunto, na coluna do jornalista Flávio Ricco, do “UOL”: “No momento não temos parcerias programadas com produtoras para séries e novelas, mas, obviamente, isso não significa que deixaríamos de considerar eventuais oportunidades”. O canal ainda salientou que possui um grande estoque de tramas turcas para os próximos anos.

A Band abandonou as novelas em 2008, após o insucesso de “Água na Boca”. A produção da substituta, uma versão da colombiana “Pasión de Gavilanes”, acabou suspensa. Desde então, apenas tramas importadas ocupam o horário nobre da emissora, caso, por exemplo de “Isa TKM”; em 2015, com “Mil e Uma Noites”, deu início aos folhetins turcos.

Relembre na galeria abaixo a trajetória da Band na teledramaturgia.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

ALERTAS GRATUITOS