Caetano Veloso defende legalização das drogas após esposa fumar baseado

Caetano Veloso é a favor da legalização de todas as drogas

Caetano Veloso causou polêmica, nesta quinta-feira (9), ao se posicionar a favor da maconha. O baiano falou sobre o assunto após a mulher dele, Paula Lavigne, aparecer fumando um baseado no Uruguai.

Além da liberação da erva, Veloso foi mais além e ainda disse que deseja ver todas as drogas legalizadas. Em um vídeo gravado por Paula, o cantor fala sobre as experiências que teve com a droga.

“Você fuma maconha, Caetano?”, pergunta a empresária ao artista. “Não! Deus me livre! Tenho horror à maconha. A sensação que me provoca é péssima. Experimentei nos anos 60 e odiei, detestei. […] Mas eu sou a favor da liberação e da legalização da maconha, aliás, de todas as drogas”, diz ele.

“De todas?”, pergunta Paula. “Sim, de todas. Porque acho que legalizar, com imposto… Isso precisa de um amadurecimento da sociedade, eu até entendo”, continua Caetano.

“É um bom começo a maconha sair das drogas pesadas, e passar a ser legal, sendo que o álcool é uma droga pesada e é legal”, analisa o artista.

Na legenda do vídeo, Paula lembra que Caê é mais radical que ela. “Caetano Veloso não bebe, não fuma, não usa droga nenhuma e é mais radical que eu quanto à liberação das drogas! Espero que a gente possa ter uma discussão de nível, ninguém precisa concordar com ninguém, e as redes sociais deveriam ser usadas para elevar o nível da conversa e não baixar. Vamos tentar?”, escreveu.

Henrique Brinco é baiano, formado em Comunicação Social pela Unijorge, de Salvador. Atua no jornalismo desde 2008, passando pelas editorias de política, cidades, cultura e entretenimento em diversos portais de notícias, locais e nacionais. Foi por cerca de dois anos editor-chefe do site Varela Notícias, de Raimundo Varela, apresentador da Record Itapoan. Já foi colunista do RD1 anteriormente, por seis anos. Atualmente é repórter de política do jornal Tribuna da Bahia e do site BNews.

WordPress Lightbox