Hashtag #CaetanoPedofilo foi divulgada por movimento político no Twitter

O Movimento Brasil Livre (MBL) e Alexandre Frota estão sendo processados por Caetano Veloso e Paula Lavigne após declarações publicadas nas redes sociais afirmando que o cantor teria cometido pedofilia ao iniciar relacionamento com Paula, que na época tinha 13 anos e ele, 40.

Tudo começou quando Lavigne, Caetano, e artistas como Fernanda Montenegro e Nathalia Dill passaram a se posicionar a favor do grupo #342Artes, que defende a liberdade de expressão, numa iniciativa após a polêmica de nudez acontecida no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Depois do posicionamento dos artistas, o MBL, liderado por Kim Kataguiri, subiu a hashtag #CaetanoPedofilo, que chegou a ter mais de 30 mil citações no Twitter. Na mesma rede, Frota publicou: “O juiz vai me chamar e perguntar porque Caetano é pedófilo? Vou responder: ele com 40 anos tirou a virgindade de uma menor de 13. Simples”.

As informações são do jornal “Folha de S. Paulo”. O processo pede R$ 100 mil de indenização para cada um deles, sob justificativa de que a opinião emitida impõe censura à liberdade de expressão. Cabe lembrar que em reportagem no “Domingo Espetacular”, a Record também insinuou que Caetano teria cometido um crime de acordo com a lei brasileira ao se relacionar com Paula.

Saiba Mais:

Alexandre Frota ataca Fátima Bernardes, Juliana Paes, Chico Pinheiro e Caetano Veloso

“Domingo Espetacular” diz que Caetano Veloso cometeu crime e critica a Globo


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!