Os Olhos do Dragão de Stephen King pode virar série na Hulu

   
Os Olhos do Dragão (Capa/Divulgação)
"Os Olhos do Dragão" do legendário escritor Stephen King pode virar série na plataforma de streaming Hulu, informa o Deadline. Um piloto foi solicitado e será gravado pela Fox 21. Com temas semelhantes de dragões e fantasia, a série pode vir a ser uma opção light para os órfãos de Game of Thrones que se encerra nesse domingo (19), embora o livro seja voltado para o público de jovem adultos. Lançado em 1984, o livro se passa no reino fictício de Delain e conta a história de poder e o caminho de dois príncipes irmãos. A plataforma ganhou a concorrência contra a Apple pelos direitos da obra, deixando a direção sob a responsabilidade de Seth Grahame-Smith (Batman Lego) que declarou: "Estou muito animado para trabalhar com o mundo das adaptações de Stephen King com a Hulu, que tem um ótimo histórico nesse quesito. O objetivo para essa série é que ela seja diferente de todas as outras adaptações feitas até agora, com esse rico material de fonte e o único livro de fantasia de fato que ele escreveu sobre espadas e princesas. Nós iremos honrar o espírito do livro e o seu legado." 

Stephen King é fã confesso de GOT

Até aí nenhuma novidade, uma vez que King é bastante vocal sobre a série nas redes sociais, fazendo previsões sobre o destino dos seus personagens preferidos. Uma mensagem postada hoje, porém, chamou a atenção, especialmente devido às recentes críticas sofridas pela HBO e pelos roteiristas David Benioff e D. B. Weiss e pela insatisfação geral da audiência. Até mesmo uma petição com mais de 500.000 assinaturas foi criada solicitando que a oitava temporada seja refeita. Hoje em seu Twitter, o escritor afirmou estar amando a última temporada da série: "Eu amei essa última temporada de GOT, incluindo a Dany tocando o terror em Porto Real. Tem havido muita negatividade sobre o final da série, mas eu acho que é apenas porque as pessoas não querem que acabe NUNCA. Mas você sabe o que dizem: Tudo que é bom...", brincou o autor.  

Woody Allen revela trailer de seu filme polêmico; confira

   
 
"A Rainy Day in New York" / Woody Allen
Woody Allen publicou o trailer do seu novo filme "A Rainy Day in New York" em sua página do Facebook. O filme havia sido colocado na gaveta pelo Amazon Studios desde que o Movimento #MeToo, envolvendo dezenas de atrizes, explodiu em 2017 trazendo à tona diversos casos de abuso sexual, e as acusações feitas contra o diretor há mais de 2 décadas por sua filha adotiva Dylan Farrow, voltaram a ser discutidas. O caso foi julgado há muitos anos e Allen considerado inocente por falta de provas. As discussões, entretanto, foram suficientes para retomar a polêmica e sua carreira sofreu graves consequências. "Roda Gigante" (2017) foi o último filme lançado por Woody, que já não teve uma boa recepção. "A Rainy Day in New York" conta com um elenco estrelado incluindo Timothée Chalamet, indicado ao Oscar por "Me Chame Pelo Seu Nome", Elle Fanning, Selena Gomez, Jude Law, entre outros. Em tempo, Chalamet doou seu salário a causas sociais e publicou uma carta aberta no Instagram se desculpando por ter feito parte do filme. Diversos outros artistas também se mostraram arrependidos de terem trabalhado com o diretor.

Allen versus Amazon

A parceria entre a Amazon Studios e Allen durou anos, durante os quais foram lançados vários projetos. Após a recusa inicial, deu-se início a uma intensa batalha judicial, durante a qual o estúdio tentou provar que devido às polêmicas envolvendo o diretor, o lançamento e distribuição de "A Rainy Day in New York" assim como os outros projetos se tornariam inviáveis, pois trariam prejuízos e prejudicariam a imagem da empresa. Woody por sua vez, relembrou que o estúdio seria obrigado a manter as obrigações contratuais, e exigiu indenização. Mais recentemente, a Vanity Fair informou que a distribuidora Lucky Red adquiriu os direitos do filme para lançamento na Itália, previsto para 3 de outubro, e que outras produtoras também estariam interessadas. As acusações contra Allen sempre tiveram menos impacto na Europa do que na América do Norte, onde praticamente toda a Hollywood, com exceção de alguns atores como Alec Baldwin e Kate Winslet, virou-lhe as costas. Resta agora aguardar a reação da crítica e do público ao novo trabalho.
  • Assista o trailer na página do diretor aqui.
 

Crítica: The Big Bang Theory tem o melhor final possível

   
The Big Bang Theory
Final de The Big Bang Theory (Foto: Divulgação)
* CONTÉM SPOILERS
  • Por Victor Hugo Morais
A CBS exibiu nesta quinta-feira (16) o último episódio de The Big Bang Theory, série que chegou ao fim após vitoriosas 12 temporadas. O final foi o melhor possível, nem o elevador, que passou mais de uma década parado, ficou sem desfecho. Surpreendentemente, Penny surgiu de dentro do local que finalmente passou por uma manutenção e passou a funcionar. Mas essa cena hilária não bastou. O elevador ainda foi utilizado com Sheldon e seus amigos colocando "quinhentas" bagagens ali. Ou seja, já que está funcionando, vamos abusar... E as malas eram para irem receber o Prêmio Nobel. Nervosa, Amy não estava satisfeita com sua aparência e Raj a ajudou a surgir maravilhosa, surpreendendo a todos, menos Sheldon, que parecia estar apegado ao visual antigo da esposa. E temos final com criança? Temos. Durante o voo, Sheldon tem mais um ataque de egoísmo achando que Penny vai estragar a viagem deles deixando todo mundo doente, por estar passando muito mal. Então ela e Leonard contam que estão esperando um bebê, e o grosseiro se diz aliviado pois não vai pegar doença alguma. Quando parecia que The Big Bang Theory terminaria com os inseparáveis amigos rompidos, eis que Penny e Leonard ponderam em favor de Amy e vão assistir à entrega do prêmio. É quando nosso protagonista tem um inesperado momento fofo e resolve se desculpar, afinal, apesar de não parecer, mesmo ao seu jeito os considera e, portanto, agradeceu pela contribuição que deram para que ele e Amy pudessem chegar no ápice de suas carreiras. "Eu tive tenho um longo e autocentrado discurso, mas vou deixá-lo de lado. Essa honra não pertence só a mim. Eu não estaria aqui se não fossem algumas pessoas muito importantes na minha vida (...) Eu fui encorajado, sustentado, inspirado e tive a tolerância não só da minha esposa, mas deste grupo de amigos, o melhor que alguém já teve. Eu peço desculpas se não fui o amigo que vocês merecem, mas quero que saibam que, do meu jeito, eu amo todos vocês", falou. Foi emocionante, necessário e marcante. Assim como a mãe de Leonard deixando seu lado durona de lado, tirando os óculos e abraçando o filho após duras críticas, seguidas de um perdão. Por fim, uma linda cena dos sete reunidos na sala de Leonard, como incontáveis vezes aconteceu. Descontraídos, com a trilha sonora da série ao fundo. Ou seja, com a sensação de que chegou ao fim, mas não acabou. Esses incríveis personagens continuarão vivos em nossa memória. Ou em uma outra oportunidade, caso The Big Bang seja retomada, como aconteceu com diversas outras séries. Por ora, deixa saudade. Bazzinga!!!!!!!!

Diretor Alejandro Iñárritu se diz preocupado com a Netflix; saiba o motivo

   
Netflix - Cannes
(Netflix, Festival de Cannes)
O Diretor Alejandro Iñárritu, responsável por sucessos como "Birdman" e "O Regresso", esse último tendo finalmente rendido o Oscar de Melhor Ator para Leonardo DiCaprio, se diz preocupado com o papel da Netflix e o futuro do cinema. Em entrevista ao New York Times durante o Festival de Cannes, do qual é jurado, afirmou que as salas de cinema são "O útero do que somos" e que "se matarmos o útero, todos morreremos". Iñárritu se refere ao fato de que os cinemas físicos sofreram um forte baque desde a chegada da Netflix e da consolidação dos serviços de streaming como um todo, fazendo com que cada vez menos pessoas saiam de casa e comprem ingresso para assistir a um filme na tela grande.  Essa experiência, segundo ele, estaria ficando cada vez mais restrita a "filmes espetáculos" tais como as franquias da Marvel, DC, e produções da Disney. "Isso não deixa espaço para diretores novos e iniciantes", afirmou Alejandro.

Cannes versus Netflix

Não é de hoje que as relações entre a gigante do streaming e o festival de cinema têm gerado notícias. Para ser elegível às premiações, um filme precisa ficar em cartaz durante um período mínimo pré-determinado, em um número x de salas francesas. A Netflix, que também investe na distribuição e produção de títulos de prestígio visando a temporada de premiações, teria sido criticada por não respeitar esse prazo. O problema foi tanto, que ano passado a plataforma foi proibida de colocar seus títulos em competição. O diretor deixou claro, entretanto, que não culpa a plataforma e que a mesma estaria apenas tirando proveito da falta de diversidade que os cinemas oferecem hoje em dia. "Quero deixar claro que apoio 100% a Netflix. Ao mesmo tempo, nós temos que mencionar que exibidores e distribuidores tem uma grande responsabilidade sobre isso. Nós estamos deixando essa mídia (o cinema) morrer, e tornar-se apenas um parque temático de franquias. E se esses estúdios, distribuidores e exibidores não encontrarem uma saída, a Netflix vai comê-los vivos.", desabafou.

Conta oficial de Crepúsculo brinca com ator Robert Pattinson como Batman

   
Robert Pattinson como Batman
Robert Pattinson como Batman (Divulgação)
O ator Robert Pattinson foi confirmado para o papel de Batman no próximo filme da DC, o que gerou muitas críticas nas redes sociais, por causa do seu polêmico papel como Edward Cullen, na saga Crepúsculo. O Twitter oficial da saga fez um Tweet em referência aos filmes: "#TimeBruce?". Na época, os fãs se dividiam entre Time Jacob (lobisomem) e Time Edward (vampiro), que disputavam o amor de Bella (Kristen Stewart). O próximo longa do super-herói, "The Batman", será dirigido por Matt Reeves (Planeta dos Macacos). O roteiro também é do profissional. Porém, o filme só deve chegar nos EUA em 2021, e por enquanto, não tem data de estreia no Brasil. O ator Ben Affleck, que interpretou o morcegão nos cinemas, contou durante uma entrevista no programa Jimmy Kimmel Live! porque resolveu sair do papel.

Atores

"Eu tentei dirigir uma versão dele, trabalhei com um ótimo roteirista, mas não consegui chegar a algo interessante. Então, achei melhor entregar o filme para outra pessoa", falou, recentemente. George Clooney também deu vida ao herói, e resolveu falar sobre sua experiência, durante entrevista ao podcast do THR: "Justiça seja feita: eu interpretei o Batman, e não fui bem", começou. "E o filme não era bom. E eu não era só um ator em um papel, eu fui responsabilizado pelo filme inteiro. As críticas eram mais para o filme do que para a minha performance. Eu conversei com Ben sobre isso, eu pedi para que ele não fizesse. Foi um conselho que eu dei com base na minha experiência… Mas ele foi ótimo!", disse, pedindo para o ator não atuar novamente no papel.

Confira o teaser e data de estreia da nova série da Netflix, O Escolhido

   
O Escolhido
O Escolhido (Divulgação)
A Netflix divulgou o trailer da nova série original brasileira, O Escolhido, que estreará no dia 28 de junho. Nas imagens do vídeo, os médicos Lucia (Paloma Bernardi), Damião (Pedro Caetano) e Enzo (Gutto Szuster) chegam em um povoado chamado Aguazul. O que eles não sabem é que ali ninguém adoece. Mateus (Mariano Martins) recebe os visitantes, e ainda precisa proteger os segredos de seu povo. O seriado é uma adaptação da produção mexicana Niño Santo, e foi escrito por Raphael Draccon e Carolina Munhóz. Michel Tikhomiroff é quem dirige o projeto, que terá seis episódios lançados de uma vez. Outra produção de sucesso da Netflix, que é original e brasileira, é 3%, que ganhará sua terceira temporada no dia 7 de junho.

3%

A nova temporada tem direção de Dani Libardi, Daina Giannecchini e Jotagá Crema. Foi criada por Pedro Aguilera, com roteiros de Andrea Simão, Carolina Rodrigues, Denis Nielsen, Ivan Nakamura e Marcelo Montenegro. A trama, que terá oito novos episódios, vai mostrar os 3% da sociedade que superaram o Processo. No trailer oficial, foi revelado que Fernando se sacrificou para o lugar existir, a chamada Concha, alternativa ao Continente e ao Maralto. Porém, nem todos poderão ficar no lugar, e com isso, novas alianças e disputas serão feitas, para selecionar quem fica e quem sai.
O Escolhido
O Escolhido (Divulgação)
https://www.youtube.com/watch?v=WTlUysirGmg

Diretor de John Wick 3 surpreende com novidade sobre a franquia

   
John Wick 3
John Wick 3 (Divulgação)
O filme John Wick 3 estreou nos cinemas nesta última quinta-feira (16), e o diretor do filme já trouxe uma novidade para os fãs da franquia, estrelada por Keanu Reeves. O diretor Chad Stahelski revelou interesse em continuar a franquia, e o protagonista também tem o mesmo desejo. Durante uma sessão de perguntas e respostas com fãs, o diretor falou sobre as dificuldades de fazer a série. "Foi difícil, porque a gente não entendia o que nós mesmos queríamos fazer, basicamente. Para o número 2, tivemos de criar todo um novo mundo, que sequer tínhamos pensado antes. No terceiro, [pensamos] em como expandir e atrair a audiência com algo criativo, não só maior e mais legal. Para o número 4, tenho por certo, será ainda mais difícil", confessou. O novo filme é a continuação do segundo, que foi lançado em 2017. Nesta nova trama, o personagem principal terá que lutar com uma legião de assassinos e assassinas, que estão buscando uma gorda recompensa: US$ 14 milhões por sua cabeça. Além de Keanu, o elenco ainda conta com grandes nomes de peso, como Halle Berry ("X-Men"), Anjelica Huston ("A Família Addams"), Asia Kate Dillon ("Billions"), Mark Dacascos ("O Pacto dos Lobos"), Robin Lord Taylor ("Gotham") e Jason Mantzoukas ("Brooklyn Nine-Nine").

Atriz

Halle Berry deu uma entrevista à QUEM, e falou sobre sua preparação para o longa. "Fisicamente, foi o treino mais difícil que eu já tive  para um filme, provavelmente na minha vida inteira. Eu fui ginasta na infância e eu não lembro de sentir como eu me senti. Talvez alguns anos tenham se passado, então se tornou mais difícil (risos). Tivemos treinos de artes marciais, com armas de fogo, treinamento com cachorros e eram coisas que fazíamos todos os dias. Era minha vida por cerca de seis meses", disse.

Veja o trailer da nova série da AMC Brasil, Nosferatu, com Zachary Quinto

   
Nosferatu
Nosferatu (Foto: Reprodução/Youtube)
A AMC Brasil vai exibir a nova série de terror sobrenatural NOS4A2 (Nosferatu), no dia 3 de junho, às 22h30. A produção será estrelada pelo ator Zachary Quinto, que ficou conhecido nas séries Heroes e American Horror Story. A primeira temporada contará com 10 episódios, de uma hora cada. O ator vai dar vida a Charlie Manx, um vampiro sedutor que se alimenta das almas das crianças, e depois, deposita o restante em uma aldeia natalina, lugar imaginário de Manx, onde se comemora o Natal todos os dias. Tudo vai bem quando o imortal se sente ameaçado pela jovem Vic McQueen, que descobre um perigoso dom seu. Ela vai lutar para derrotar Manx, e resgatar as vítimas, tomando o cuidando para não ser mais uma delas.

Elenco

O elenco conta ainda com Olafur Darri Olafsson (Lady Dynamite) como Bing Partridge; Virginia Kull (The Looming Tower) como Linda McQueen; Ebon Moss-Bachrach (O Justiceiro) que interpreta Chris McQueen e Jahkara Smith no papel de Maggie Leigh. Zachary Quinto também é conhecido por seus trabalhos na franquia Star Trek, como o personagem Spock. O ator surgiu na TV pela primeira vez na série The Others, e foi a partir daí que começou a ganhar papéis importantes em séries como CSITouched by an AngelCharmedSix Feet UnderLizzie McGuireDragnet24 Horas e So NoTORIous. Em Heroes, ele participou de quatro temporadas, que foi exibida na NBC, onde fazia o papel de Gabriel Gray, assassino que possuía poder de entender como as coisas funcionavam. Em 2009, Quinto surgiu no filme Star Trek, como Spock, que antes era interpretado por Leonard Nimoy. https://www.youtube.com/watch?v=vz8QYF87ogk

Ator de Caça-Fantasmas revela se faria um reboot do filme

   
Bill Murray
Bill Murray (Divulgação)
O ator Bill Murray conversou com alguns jornalistas, durante um café da manhã no Carlton Hotel. Ele, que esteve no elenco principal do filme 'Os Caça-Fantasmas', recusou por anos fazer esse papel novamente, mas parece ter mudado de ideia agora. "Esta franquia pagou a faculdade do meu filho", disse. "Nós fizemos essa coisa. Somos guardiões disso. Foi ótimo. É um filme divertido de se fazer com coisas realmente engraçadas", falou ainda. Além dele, o elenco contou com Danny Ackroyd, Ernie Hudson, Harold Ramis, Rick Moranis e Annie Potts. Agora, Bill Murray estreará no filme "The Dead Don't Die", que será exibido nos Estados Unidos no dia 14 de junho. No Brasil ainda não tem data. O elenco conta ainda com Tilda Swinton, Chloë Sevigny, Steve Buscemi, Danny Glover, Caleb Landry Jones, Rosie Perez, Iggy Pop, Sara Driver, RZA, Selena Gomez, Carol Kane, Austin Butler, Luka Sabbat e Tom Waits.

Ator

Em uma entrevista dada à Rolling Stone, em 2014, ele revelou que gosta de todos os trabalhos que fez. "Eu gosto de todos os trabalhos que fiz. E também nunca tive um plano de me tornar um “ator sério. Sempre fui um ator sério, só que fazia comédias. Sou um profissional sério. Gosto do meu trabalho e o levo a sério, o que significa que preciso relaxar e me divertir. Isso é estranho, mas é verdade. Só se divertindo você pode realizar o melhor trabalho", disse. Ele também foi questionado sobre o que mais o deixava relaxado. "Eu mesmo. Mas estou no meu melhor quando estou trabalhando. Na sua vida você pode se enganar dizendo que tal momento não é importante. Mas no trabalho sei que alguém está me registrando, dizendo se eu estava presente ou não. Então, preciso estar vivo e acordado. Quando estou vivo e acordado, tudo vai muito bem. E a vida é ou muito difícil ou muito empolgante. Se você tem consciência dessas duas coisas, fica mais fácil estar presente", revelou.

Confira todas as séries que foram renovadas em 2019

   
This Is Us
This Is Us (Foto: Divulgação)
Neste ano, diversas séries foram canceladas e outras renovadas, para a felicidade dos fãs. Agora, você pode conferir uma lista das produções, separadas por emissora americana, que ganharam novos episódios e temporadas. Confira:

ABC

Dessa emissora, as séries Grey’s Anatomy e Station 19 terão novas temporadas no ano que vem, e o drama médico chegará na sua incrível 15ª temporada. How to Get Away with Murder, seriado de Shonda Rimes, também retornará. Outras séries renovadas da ABC são: American Housewife, Agents of SHIELD, A Million Little Things, American Idol, Black-ish, Bless This Mess, Dancing With the Stars, Fresh Off the Boat, Modern Family, Schooled, Single Parents, The Bachelor, The Conners, The Goldbergs, The Good Doctor e The Rookie.

CBS

NCIS foi renovada para sua 17ª temporada, e as derivadas, NCIS: Los Angeles e NCIS: New Orleans, também ganharam novas temporadas. Outras séries renovadas da emissora são: Young Sheldon, Criminal Minds, God Friended Me, Life in Pieces, Blue Bloods, Magnum PI, MacGyver, Man With a Plan, Madam Secretary, 48 Hours, The Neighborhood e Ransom.

CW

A série de mais sucesso da emissora, Arrow, retornará para sua 8ª e última temporada. The Flash, Raio Negro, Supergirl e Legends of Tomorrow, também voltarão. Outras séries renovadas são: All American, Charmed, In the Dark, Riverdale, Supernatural, Legacies, Roswell, New Mexico, Whose Line Is It Anyway, Dynasty, Masters of Illusion e The 100.

FOX

Já era esperando que Os Simpsons retornasse, chegando na marca de 32 anos no ar. Outras produções que ganharam novas temporadas foram: 9-1-1, Empire, The Resident, The Orville, Uma Família da Pesada, Bob’s Burgers, The Four, Last Man Standing e The Masked Singer.

NBC

A série This Is Us foi renovada, assim como o universo das séries Chicago: Chicago Med, Chicago P.D. e Chicago Fire. Outras séries renovadas foram: Brooklyn Nine-Nine, Will & Grace, The Voice, Ellen’s Game of Games, Law & Order: SVU, The Good Place, The Blacklist, Superstore, Blindspot, Good Girls, Manifest e New Amsterdam.