CNN Brasil se torna o 2º canal de notícias mais visto e impacta 60 milhões de pessoas

COMPARTILHE
Monalisa Perrone é um dos principais rostos da CNN Brasil (Imagem: Divulgação / CNN Brasil)

Cem dias após iniciar sua operação, em 15 de março, a CNN Brasil já ocupa a vice-liderança isolada entre os canais jornalísticos na média das 24 horas do PNT (Painel Nacional de Televisão).

Somente na Grande São Paulo, região com o maior público assinante de TV e o principal mercado publicitário, o canal está na terceira colocação do ranking geral entre todos os canais pagos, na faixa comercial das 7h às 24h, segundo dados consolidados do Kantar Ibope Media.

Foram 2.400 horas de exibição com aproximadamente 70% do tempo ocupado por transmissões de noticiários ao vivo. Os outros 30% foram dedicados aos documentários nacionais, estrangeiros e demais conteúdos.

Ao longo desse tempo, a CNN já bateu a marca de mais de 1.000 entrevistados, entre autoridades, empresários, economistas, intelectuais e juristas.

Os jornalistas da CNN também foram responsáveis por inúmeros “furos” e por entrevistas que movimentaram a cobertura jornalística do país, com repercussão em diversos outros veículos do Brasil e do exterior.

Em todas as plataformas, na TV e no ambiente digital, a CNN impactou 60 milhões de pessoas. Desde a estreia, foram geradas mais de 136 milhões de visualizações na página do site oficial e as transmissões ao vivo, via internet, foram acessadas mais de 4 milhões de vezes.

CONTINUE LENDO →

João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.

Deixe sua opinião!