Os atores Mariana Ximenes, Daniel de Oliveira e Carolina Dieckmann
Os atores Mariana Ximenes, Daniel de Oliveira e Carolina Dieckmann

No próximo dia 28, a Globo estreia no “Vale a Pena Ver de Novo” a reprise de “Cobras & Lagartos”, novela de João Emanuel Carneiro exibida em 2006. A Globo vem tentando reexibir a trama há pelo menos 4 anos, mas cenas impróprias vinham sendo barradas pelo Ministério da Justiça. Após fazer adequações necessárias, a emissora conseguiu a liberação e a história protagonizada Lázaro Ramos, Taís Araújo, Daniel de Oliveira, Mariana Ximenes e Carolina Dickmann está de volta.

A trama usou o humor para criticar o consumismo desenfreado e abusou de personagens inspirados em brasileiros comuns. Na época, “Cobras & Lagartos” veio com a missão de levantar a audiência das 19h da Globo, derrubada por “Bang Bang”, e frear o crescimento da dramaturgia da Record, que vinha preocupando a Globo com o sucesso de “Prova de Amor”.

Seria "Cobras & Lagartos" um plágio do filme "Linha de Passo"
Seria “Cobras & Lagartos” um plágio do filme “Linha de Passe”?

Acusação de plágio

João Emanuel Carneiro foi acusado de copiar o filme “Linha de Passe”. A acusação veio do cineasta Walter Salles, que afirmou que o autor copiou a história do filme na composição do personagem Duda — o longa focava em um motoboy que se apaixona por uma mulher no universo da música clássica. Carneiro escreveu a primeira versão da sinopse do filme, que depois sofreu algumas alterações por Salles. A Globo, ciente da acusação de plágio antes mesmo de estrear a novela, fez pequenas mudanças e considerou o incidente um grande mal entendido.

MJ notificou a Globo várias vezes por cenas impróprias
MJ notificou a Globo várias vezes por cenas impróprias

Apelação e eterna briga com o MJ

A Globo investiu pesado em “Cobras & Lagartos” por dois motivos: a novela que antecedeu o horário – “Bang Bang” – era um fracasso de audiência, e o crescimento da dramaturgia da Record, que preocupava a direção da emissora. Por conta disso, a rede chegou a apelar para a nudez no primeiro capítulo, com duas modelos com seios de fora, e também exibiu linguagem vulgar, insinuações de sexo e consumo de drogas lícitas, atos criminosos com lesões corporais ou contra a vida, além de conteúdo violento com presença de armas brancas ou de fogo. O MJ, na época, chegou a notificar e até processar a emissora por conta das cenas, consideradas inadequadas para o horário.

O ambiente da loja Luxus era cheio de intrigas, arrogância e disputa pelo poder
O ambiente da loja Luxus era cheio de intrigas, arrogância e disputa pelo poder

Alto investimento

Cada capítulo de “Cobras & Lagartos” custou em média R$ 100 mil reais para a Globo. Na época, o investimento era digno de horário nobre. A ideia era divulgar a novela o máximo possível. Os atores apareciam em diversos programas e a Globo chegou a fazer publicidade nas ruas, com marionetes gigantes e carros de som. A trama também ganhou prioridade no elenco. Carolina Dieckmann, por exemplo, já estava escalada para “Sinhá Moça” quando foi chamada para viver a vilã Leona.

Record tentou barrar sucesso de "Cobras & Lagartos"
Record tentou barrar sucesso de “Cobras & Lagartos”

Contra-ataque da Record

Preocupada com o novo grande investimento da Globo, a Record passou a potencializar “Prova de Amor”, que na época marcava 20 pontos de média. A emissora antecipou acontecimentos importantes da trama de Tiago Santiago para competir com a primeira semana de “Cobras & Lagartos”. A trama global marcou 31 pontos em seu primeiro mês de exibição, mas depois subiu e acabou terminando uma média de 38 pontos, 11 a mais que “Bang Bang”.

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!