Conselho do Oscar expulsa produtor que assediou sexualmente Angelina Jolie

Conselho do Oscar expulsa produtor que assediou sexualmente Angelina Jolie
Harvey Weinstein vai responder na Justiça pelas acusações

Os organizadores do Oscar decidiram pela expulsão do produtor Harvey Weinstein de seus quadros. O integrante foi acusado de assédio sexual por mais de 20 mulheres.

Responsável pela organização do evento, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas disse que seu conselho “votou bastante além da necessária maioria de dois terços” para expulsá-lo, em um encontro emergencial. Seus membros agregam figuras de Hollywood como Tom Hanks e Whoopi Goldberg.

A saída de Weinstein significa que ele não poderá mais votar por indicados e vencedores ao Oscar. Seus filmes já receberam mais de 300 indicações para o prêmio, conquistando 81 delas.

Nos últimos dias, foram feitas dezenas de acusações contra o produtor, incluindo relatos das atrizes Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow e Rose McGowan, esta última alegando ocorrência de estupro em um quarto de hotel.

Falando à revista “Hollywood Repórter”, Bob Weinstein, irmão de Harvey, chamou o produtor de “doente e depravado” e disse que não tinha ideia do “tipo de predador que ele era”.

CONTINUE LENDO →

Henrique Brinco é baiano, formado em Comunicação Social pela Unijorge, de Salvador. Atua no jornalismo desde 2008, passando pelas editorias de política, cidades, cultura e entretenimento em diversos portais de notícias, locais e nacionais. Foi por cerca de dois anos editor-chefe do site Varela Notícias, de Raimundo Varela, apresentador da Record Itapoan. Já foi colunista do RD1 anteriormente, por seis anos. Atualmente é repórter de política do jornal Tribuna da Bahia e do site BNews.