Datena consegue se livrar da penhora pedida pela Record

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Há algumas semanas, a Record pediu na Justiça a penhora dos bens de José Luiz Datena, argumentando que o apresentador rompeu contrato com a empresa ao deixar a TV para retornar à Band. O canal de Edir Macedo cobra uma multa de cerca de 30 milhões de reais, pela quebra dos dois contratos, o deste ano e o de 2003.

De acordo com a Folha de São Paulo, Datena conseguiu a suspensão da penhora. O jornalista tinha 15 dias para indicar bens ou depositar o dinheiro na conta da emissora, sob risco de ter suas contas bancárias bloqueadas.

O advogado do apresentador recorreu da decisão, argumentando que a multa só deveria ser paga caso fosse comprovada a responsabilidade de seu cliente no rompimento com a Record. E não agora, como determinado por um juiz de primeira instância.

Ainda segundo a publicação, o Tribunal de Justiça acolheu os argumentos do apresentador e suspendeu a execução. O processo agora segue adiante, mas os bens de Datena estão resguardados.

João Paulo Dell SantoJoão Paulo Dell Santo
João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.
Veja mais ›