Deborah Secco é condenada por desvio de dinheiro público

A atriz Deborah Secco
A atriz Deborah Secco

Três anos e oito meses após ser denunciada por desvio de verbas públicas, em ação de enriquecimento ilícito e improbidade administrativa, Deborah Secco foi condenada a devolver R$ 158.191,00 aos cofres públicos.

De acordo com o “Extra”, além da atriz, seus irmãos, sua mãe e a produtora Luz Produções Artísticas LTDA, que pertence à família, terão que restituir R$ 446.455,00. A decisão ainda cabe recurso. Na decisão, o juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 3ª Vara de Fazenda Pública, suspende os direitos políticos dos envolvidos, os obriga a pagar multa de R$ 5 mil e os proíbe de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais.

No início do inquerito, uma representação do Sindicato dos Enfermeiros questionava a contratação de profissionais pela Fundação Escola do Serviço Público (Fesp). Foi identificado um esquema de fraude com o avanço das investigações. Nela, sete órgãos do governo contratavam a Fesp para a excecução de projetos. A Fesp não tinha condições para executar os serviços, então subcontratava quatro ONGs, que eram representadas pelo pai da atriz, Ricardo Tindó Ribeiro Secco, tido como “chefe” do esquema das ONGs.

O advogado de Deborah Secco, Mauro Roberto Gomes de Mattos, disse que vai recorrer: “Improbidade administrativa pressupõe participação dela com agentes públicos, mas isso não ocorreu”.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

ALERTAS GRATUITOS