“Dias Felizes”, de Walcyr Carrasco, “se afasta” de “Vale Tudo”; trama terá Fernanda Montenegro

Da Redação - 22/01/2019
COMPARTILHE
Fernanda Montenegro e Laura Cardoso, parceiras em “O Outro Lado do Paraíso”, voltam à TV em “Dias Felizes” (Imagem: Divulgação / Globo)

Aos poucos, as informações sobre “Dias Felizes”, próxima novela das 21h, começam a pipocar. E a suposta proximidade do folhetim de Walcyr Carrasco com “Vale Tudo” (1988) – de Aguinaldo Silva, Gilberto Braga e Leonor Bassères – vai ficando para trás. Nos últimos dias, a trama ganhou o reforço de Fernanda Montenegro, presente em um núcleo de matadores de aluguel; algo bem distante do universo de “Vale Tudo”, supostamente “reverenciada” por Walcyr neste novo trabalho.

Segundo informações das jornalistas Cristina Padiglione e Patrícia Kogut, “Dias Felizes” irá partir dos conflitos de duas famílias, ambas envolvidas com mortes por encomenda. O ódio entre os clãs cresce, à medida que, sempre alguém de um dos lados é assassinado, o outro lado também perde um ente querido. A protagonista, Maria da Paz (Juliana Paes), se envolve justamente com um dos membros do núcleo rival, Amadeu (Marcos Palmeira).

A trama terá início no Espírito Santo; posteriormente, Maria parte para São Paulo, onde fará sucesso como confeiteira. Na capital paulista, ela se envolverá com Régis (Reynaldo Gianecchini), alvo do interesse de sua filha, a ambiciosa Lurdes (Agatha Moreira). Fernanda Montenegro, por sua vez, está encarregada da avó da heroína – papel então reservado a Nívea Maria, conforme divulgado anteriormente.

A atriz, curiosamente, volta ao vídeo em uma novela de Walcyr Carrasco; os dois estiveram juntos em “O Outro Lado do Paraíso”, encerrada em maio de 2018. Quem também retoma a parceria com o autor é Laura Cardoso. A atriz, de 91 anos, também presente em “Outro Lado”, formará um casal de moradores de rua com Tonico Pereira (este, com 70 anos).

Alcides Nogueira entrega nova sinopse de novela à Globo

Fora do ar desde março do ano passado, quando concluiu “Tempo de Amar”, Alcides Nogueira já prepara sua volta. O autor, segundo informações da jornalista Cristina Padiglione, deverá entregar uma sinopse à Globo no final de janeiro. O texto não tem faixa definida, mas Alcides – em meio aos boatos de “promoção” para a faixa das 21h – pretende manter-se às 18h.

Quanto à faixa da próxima empreitada de Alcides Nogueira cabe lembrar que às 18h, após “Espelho da Vida”, a Globo contará com “Órfãos da Terra”, de Duca Rachid e Thelma Guedes; “Nos Tempos do Imperador”, de Alessandro Marson e Thereza Falcão; e “Éramos Seis”, de Angela Chaves. Em “compasso de espera” está “O Arroz de Palma”, protelada desde 2017 – escrita por Bruno Luperi e Edmara Barbosa, sob supervisão de Benedito Ruy Barbosa.

Já o horário das 21h, terá, na sequência de “O Sétimo Guardião”, “Dias Felizes”, de Walcyr Carrasco; “Troia”, de Manuela Dias; e “Em Seu Lugar”, de Licia Manzo. A escalação de Alcides Nogueira para a faixa “mais nobre” da casa vem sendo cogitada há tempos, bem como a de Maria Helena Nascimento, responsável pela bem-sucedida “Rock Story” (2016). Ainda, o remake de “Pantanal” (1990), folhetim de Benedito Ruy Barbosa, exibido, com êxito, na extinta Manchete.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

Deixe sua opinião!