Jair Bolsonaro bateu boca no “Jornal Nacional” (Imagem: Reprodução / Globo)

A entrevista do presidenciável Jair Bolsonaro ao “Jornal Nacional”, na noite desta terça-feira (28), esteve mais para “revista de celebridades” do que para debate político.

O candidato do PSL citou, indiretamente, a separação de William Bonner e Fátima Bernardes. E levou o “Superpop”, programa de Luciana Gimenez na RedeTV!, à bancada do noticiário da Globo. Atritos com Renata Vasconcellos e críticas, também indiretas, à emissora também fizeram parte do “bate-papo”.

No confronto – ansiado pelas redes sociais durante todo o dia –, Renata indagou Bolsonaro a respeito de sua afirmação, a Gimenez, de que não empregaria homens e mulheres com o mesmo salário, embora exista “mulher que é muito competente”. O político, então, questionou se a questão havia partido do que foi dito “ na Luciana Gimenez”. Bonner confirmou.

Em sua defesa, Jair Bolsonaro disse que a jornalista provavelmente recebe menos do que seu colega de bancada. Foi quando Renata subiu o tom: “Seu salário de deputado, nós pagamos. E sabemos qual é, como cidadã e contribuinte. O meu, na iniciativa privada, não sou obrigada a dizer. Mas o senhor saiba que não aceitaria receber menos q um homem na mesma função que eu”.

Já Fátima Bernardes entrou na pauta após William Bonner citar a “dependência” do candidato de seu provável ministro de economia, Paulo Guedes. Bolsonaro estabeleceu um comparativo entre o “namoro” dele com o aliado e a separação de um casal. Entrevista e entrevistador já tinham se estranhando quando Jair comparou a bancada do “JN” a uma plataforma de tiro; Willian refutou.

Por fim, Jair Bolsonaro citou o apoio de Roberto Marinho ao golpe militar de 1964; a Globo então emitiu comunicado, lido por William Bonner ao final do “Jornal Nacional”, reconhecendo o equívoco desta ação. O presidenciável, aliás, lembrou a data exata da declaração de Marinho sobre a ditadura. Mas entrou no estúdio, assim como no debate da RedeTV!, de cola na mão – “Deus, família e Brasil”.

O “Jornal Nacional” segue com entrevistas com presidenciáveis até a próxima quinta-feira (30); pela ordem, ocupam a bancada do noticiário Geraldo Alckmin (PSDB, quarta-feira, 29) e Marina Silva (Rede, na quinta).

Saiba Mais:

Ciro Gomes trava embate com William Bonner no “JN”; web pira!

Bolsonaro, Boulos e Marina rendem maiores audiências de entrevistas da Record

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!