Em meio às mudanças de horário, “Fofocando” troca diretor e deixa de ser “ao vivo”

Mamma Bruschetta e Leão Lobo, dois dos apresentadores do “Fofocando”

As mudanças em curso no SBT acertaram em cheio a produção do “Fofocando”. Agora exibido às 8h, o programa deixa de ser “ao vivo”, passa para as mãos de outro diretor e demandará da edição para dar o devido destaque a cada um dos quatro apresentadores da atração (e ao repórter Léo Dias), dentro do tempo de arte, reduzido para 30 minutos.

Dudu Camargo (o Homem do Saco), Leão Lobo, Mamma Bruschetta e Mara Maravilha entram no estúdio neste domingo, 21h, para a gravação da edição de segunda. O novo modelo, fatalmente, implicará num noticiário ainda mais frio – as pautas desatualizadas do programa já foram alvo de queixas dos telespectadores.

As gravações antecipadas, contudo, atendem às necessidades do SBT, que não dispõe de espaço físico para a atração, gerada do estúdio de jornalismo. Caso fosse mantido “ao vivo”, haveria a necessidade de se buscar um novo abrigo para o “Fofocando”, que entrará na sequência do “SBT Notícias”.

Todas as alterações envolvendo a atração serão administradas por Márcio Esquilo, que já integrava a equipe e que agora responde pela direção geral, em substituição a Lucas Gentil, deslocado para o “BBQ”; Adriana Cechetti, então responsável pelo reality com churrasqueiros, assinou com o Discovery.

Dentre as árduas tarefas atribuídas a Esquilo está a de administrar a presença de cada membro da equipe no vídeo. A disputa por espaço na atração é intensa: Leão Lobo, figura central, muitas vezes é ofuscado por Mara Maravilha e Homem do Saco (Dudu), que costumam pedir a palavra a cada matéria exibida. Por sua vez, Mamma Bruschetta passa muitos programas em silêncio. O sofá do “Fofocando”, que já parecia pequeno demais para quatro apresentadores, tende a ficar ainda menor com os seus agora 30 minutos de duração.