Ex-diretor de jornalismo do SBT fala sobre o Prêmio Esso que virou bandeja de café

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Alberto Villas, ex-diretor de jornalismo do SBT, se manifestou sobre a polêmica envolvendo o Prêmio Esso de Jornalismo da repórter Mônica Puga. Como informado na última sexta, o Esso da jornalista estaria servindo de bandeja de cafezinho da redação do canal.

À coluna “Sem Intervalo”, do “Estadão”, Villas disse o seguinte: “Em momento algum durante a minha gestão, afirmo com toda convicção, um dos quadros virou bandeja de café”. E completou: “Respeito e admiro prêmios. Durante trinta e oito anos de carreira como jornalista e escritor, recebi inúmeros prêmios e sei o valor que cada um tem”.

Segundo Villas, alguns quadros foram retirados porque a parede seria pintada, mas logo depois da reforma foram recolocados em seu devido lugar.

Inicialmente, a assessoria de imprensa do canal disse desconhecer o caso, mas depois informou que tudo não passou de uma “brincadeira de mau gosto” e que o responsável já havia sido identificado. O prêmio já se encontra na parede.

João Paulo Dell SantoJoão Paulo Dell Santo
João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.
Veja mais ›