Ex-todo-poderoso da Globo, Boni deve comandar secretaria de Cultura de São Paulo

82azqipr8er9k12cgy84wd5s8
Boni, ex-todo-poderoso da Globo

Prefeito eleito no primeiro turno para comandar a cidade de São Paulo pelos próximos quatro anos, João Dória pretende contar José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, como secretário de Cultura do município. O ex-todo-poderoso da Globo, pai do diretor de núcleo Boninho, está propenso a aceitar o cargo.

A informação divulgada hoje na coluna “Gente Boa”, da jornalista Cleo Guimarães em “O Globo”, traz uma declaração de Boni a respeito do convite, formalizado ontem: “Os planos do Dória são fascinantes e eu penso seriamente em aceitar […] Fiquei entusiasmado, mas agora preciso ver toda a logística de uma mudança do Rio para São Paulo”.

Hoje à frente da Vanguarda, afiliada da Globo no Vale do Paraíba e no litoral norte de São Paulo, Boni é historicamente conhecido por sua atuação como vice-presidente de operações da Globo, praticamente desde a criação da emissora, tendo permanecido como consultor do canal até 2001.

Ao lado de Walter Clark, criou a programação ainda presente no horário nobre global: três novelas, com dois telejornais entre elas. De temperamento forte, exigia assistir a tudo o que era produzido nos estúdios antes do público, determinando cortes, mudanças e até regravações de capítulos inteiros, caso de “Pecado Capital” (1975). Implantou o famoso “padrão Globo de qualidade”. Nos últimos anos, se dedicou ao mercado editorial, com o lançamento de “O Livro do Boni” e “Unidos de Outro Mundo”.

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

WordPress Lightbox