“Fantástico” estreia a série “Brasil Sem Cigarro” com Dr. Drauzio Varella

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Dr. Drauzio Varella inicia campanha contra o cigarro

Neste domingo, dia 06, Dr. Drauzio Varella apresenta, no “Fantástico”, Carlos, Cristina e Camila, os três fumantes que terão suas rotinas acompanhadas pelo médico na nova série “Brasil Sem Cigarro”. Ele mostra quais são as maiores dificuldades enfrentadas pelo trio para abandonar o vício e como fazer para superá-las. “A crise de abstinência é realmente difícil, uma sensação ruim, porque você fica ansioso. Fica faltando alguma coisa na sua vida e não é psicológico. Mas apesar de ser ruim nos primeiros dias, é algo suportável. Se você estiver realmente decidido, consegue ficar sem o cigarro”, explica o médico, ele próprio ex-fumante há mais de 20 anos.  

Por ser um processo sofrido, é necessário um preparo emocional antes de enfrentar o desafio de largar de vez o vício do cigarro. Uma das dicas mais importantes dadas por Dr. Drauzio, no novo quadro, é estabelecer uma data certa para o início, evitando assim que velhas desculpas adiem a decisão. Por isso, o “Fantástico” convida os brasileiros que querem parar de fumar a enfrentarem o desafio juntos com os personagens da nova série, a partir do dia 13, quando vai ao ar o segundo episódio.

Segundo relatório do INCA de 2008, o Brasil tem 25 milhões de fumantes entre a população com mais de 15 anos. Além disso, o cigarro é a droga que mais vicia, porque provoca a síndrome de abstinência em minutos como nenhuma outra droga é capaz de fazer. “O usuário de cocaína, por exemplo, fuma e cheira e depois é capaz de passar um dia, uma semana sem usar a droga. Com o crackeiro acontece a mesma coisa: se você o tira de um lugar e o leva para outro, ele fica nervoso, agitado, mas aguenta horas e horas sem a droga. O fumante não”, esclarece Dr. Drauzio.

Ao longo da série “Brasil Sem Cigarro”, serão realizados ainda eventos populares abertos ao público em 10 cidades brasileiras, que terão a participação do Dr. Drauzio e dos apresentadores do programa. Lá serão oferecidos exames, aulas de ginásticas e palestras para os fumantes, que receberão dicas sobre como podem fazer para se livrar do vício.

Perfil dos personagens da série, escolhidos através do site do “Fantástico”

Carlos Cesar: tem 50 anos, é supervisor em uma oficina mecânica e fuma dois maços de cigarro por dia há mais de 30 anos. Depois que sua esposa conseguiu largar o vício, e de notar problemas na própria saúde, ele vê no “Brasil Sem Cigarro” uma grande chance para vencer o tabagismo.

Cristiane Góes: tem 43 anos, é funcionária pública e tabagista há 30 anos. Ela fuma quase dois maços por dia e teve questões sérias com sua saúde por conta do vício: a voz apresenta uma grande rouquidão e seus dentes tiveram diversos problemas. Mesmo com os inúmeros pedidos de seus dois filhos, ainda não conseguiu vencer o cigarro. Está confiante de que a série a ajude nessa batalha.

Camila Cidade: tem apenas 29 anos de idade, mas, por fumar quase três maços diários, apresenta sintomas de tabagistas mais velhos. Seu hobby é cantar e, com o fumo constante, sua voz já não atinge as mesmas notas de antigamente. Psicóloga de formação, Camila não concebe a ideia de fazer a tão sonhada viagem de lua de mel com seu noivo pela ansiedade de ter que ficar muitas horas em um avião sem poder fumar.

A série “Brasil Sem Cigarro” de seis episódios estreia neste domingo, dia 06, no “Fantástico”. O programa vai ao ar logo após o “Domingão do Faustão”.

João Paulo Dell SantoJoão Paulo Dell Santo
João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.
Veja mais ›