Fernanda Concon dá explicação didática sobre Afeganistão e defende Islamismo

Fernanda Concon dá aula sobre Talibã (Imagem: Reprodução / Instagram)

A atriz Fernanda Concon está sempre mostrando seu senso crítico nas redes sociais e deixou muitos internautas impactados com uma explicação didática sobre a atual situação do Afeganistão.

Nos Stories do seu perfil no Instagram, a famosa deu uma verdadeira aula sobre a tomada do poder pelo movimento fundamentalista Talibã, fazendo questão de assegurar que ele não representa o Islamismo.

“Apesar de cursar relações internacionais, eu não sou uma especialista no assunto. Eu não pesquiso Oriente Médio, Afeganistão, mas eu tenho professores que são”, iniciou a atriz.

“Os Estados Unidos há pouco tempo fizeram uma retirada de tropas que estavam no Afeganistão desde 2001 e o Talibã, que é um grupo fundamentalista, começou uma ofensiva e tá retomando o poder no país”, prosseguiu.

Na sequência, deu várias fundamentações teóricas e históricas sobre o assunto e deixou muita gente impressionada nas redes sociais. Maisa Silva, por exemplo, foi uma dessas pessoas.

“Sim amores, a @FernandaConcon é a maior! É incrível acompanhar a evolução dela de pertinho. Me encho de orgulho dessa mulher fo** que posso chamar de melhor amiga”, disparou.

“Pra mim, ela é mais um exemplo de pessoas que sabem fazer bom uso de suas plataformas. Quem ainda não segue, vão lá”, completou. Enquanto isso, o ex-BBB Mahmoud Baydoun deu uma bola fora sobre o assunto.

Tudo porque ele revelou na web o desejo de ajudar cidadãos LGBTQIA+ do Afeganistão usando um aplicativo de sexo.

“Estou preocupado com os LGBTs do Afeganistão. Mudei a localização do Grindr pra Cabul pra perguntar se alguém precisa de ajuda, mas o app não roda lá. Tenso!”, escreveu o sexólogo no Twitter.

Imediatamente, inúmeros internautas criticaram o famoso pela postagem:

“Por que os LGBT de lá iriam abrir o Grindr para trepar enquanto o país é tomado pelo Taliban? Você é um sem noção querendo ganhar engajamento mesmo que negativo em cima da tragédia”.

“Tem gente caindo de avião em pleno voo pra tentar escapar do país! Você acha mesmo que alguém vai ter tempo e cabeça pra entrar em Grindr? Se manca!!”, reagiu outra.

“Não é possível que você achou que escrever isso seria uma boa ideia. não consigo acreditar no que eu tô lendo, comentou mais um usuário.

Diante das críticas, Mahmoud voltou às redes sociais horas mais tarde para se justificar. De acordo com ele, a publicação foi feita com a melhor das intenções.

“Entre todos os motivos do mundo para ser cancelado, eu nunca imaginei que fosse esse. […] Me desculpem! Mas achei o auê que fizeram sobre o tweet muito exagerado e desnecessário, pois minhas intenções realmente são boas”, desabafou.

Confira:

MAIS LIDAS

Lucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›