10:56 :: 21/08/2017
Publicidade

Filme “Mulher-Maravilha” causa polêmica e é boicotado em vários países

Primeiro filme de super-heróis dirigido por mulher já arrecadou R$ 23 milhões no Brasil

O filme “Mulher-Maravilha” ganhou muitos elogios da crítica especializada e agradou o público ao redor do mundo. Mesmo assim, o título anda causando polêmica em diversos países por causa da intérprete da personagem principal.

O longa, que tem como protagonista a atriz israelense Gal Gadot, foi retirado da programação de um festival de Argel, capital da Argélia, após uma onda de críticas nas redes sociais e de pedidos para sua proibição. No Facebook, a atriz defendeu em 2014 a ofensiva israelense contra a Faixa de Gaza.

Na semana passada, o Ministério do Interior do Líbano também proibiu a estreia do filme. O país considera Israel um país inimigo e o Ministério do Interior disse que a pasta emitiu uma ordem para banir o filme baseado em uma recomendação do diretório da Segurança Geral. Outros países ainda estudam boicotes ao longa dirigido por Patty Jenkins.

Por aqui, “Mulher-Maravilha” dominou o ranking brasileiro de bilheteria no fim de semana de estreia: levou mais de 1 milhão de espectadores aos cinemas, arrecadando R$ 23 milhões. No mundo todo, a produção da DC Comics já soma US$ 223 milhões (o orçamento de produção do filme foi de US$ 149 milhões).

Assista ao trailer:




Publicidade
WordPress Lightbox