Globo cancela novela de Antônio Calmon, prevista para 2018; trama de Izabel de Oliveira ocupa a vaga

Antônio Calmon, autor de “Barba Azul”, novela das sete cancelada pela Globo

O departamento de teledramaturgia diária da Globo não para! Em meio aos cuidados com as tramas em exibição, os preparativos para as substitutas e a definição do que vem por aí nos próximos anos, tornam-se constantes as mudanças, promoções e cancelamentos. A mais nova “vítima”, neste último caso, é “Barba Azul”, novela das sete então prevista para janeiro de 2018, agora abortada.

Segundo informações do site “Notícias da TV”, os primeiros capítulos da trama não foram aprovados – a sinopse já havia sido liberada com ressalvas. Com seu arquivamento, o autor Antônio Calmon volta à “geladeira” da emissora. Autor de clássicos como “Top Model” (1989) e “Vamp” (1991), Calmon está ausente dos folhetins desde “Três Irmãs” (2008). Seu último trabalho na Globo foi a série “Na Forma da Lei”, no ar em agosto de 2010.

A sinopse de “A Barba Azul” foi escrita a quatro mãos com Guilherme Vasconcelos, que já havia atuado como colaborador de Antônio Calmon. Tratava da história de um homem poderoso, apelidado de Barba Azul devido a seus inúmeros casamentos e os consequentes desaparecimentos misteriosos das esposas, como no conto de Charles Perrault que já serviu de base para outras novelas, como “A Gata Comeu”, no ar no Viva, e “Deus Nos Acuda”.

“Barba Azul” era a segunda opção da emissora para substituir “Pega Ladrão”, que ocupa a vaga de “Rock Story” em junho. A primeira, “Fora de Órbita”, de Rui Vilhena, também foi vetada. Agora, é “Anos Incríveis”, de Izabel de Oliveira e Paula Amaral, que está prevista para estrear em janeiro de 2018. Foi Izabel quem escreveu, em parceria com Filipe Miguez, “Cheias de Charme”, em cartaz no “Vale a Pena Ver de Novo”.

Jorge Fernando, então encarregado da direção do folhetim de Calmon, responderá por “Anos Incríveis”, novela sobre um trio mirim que fez muito sucesso na década de 80, mas que amarga o ostracismo nos anos 90 – as autoras estão assistindo a capítulos de novelas antigas para se ambientar com a época em que o enredo se desenvolve, o período do Plano Collor (1990), que devastou a vida dos brasileiros ao promover o confisco das cadernetas de poupança.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox