Sinal do Viva pode vir a ser cobrado, caso operadoras aceitem canal do mesmo estilo lançado pela Simba.
Sinal do Viva pode vir a ser cobrado, caso operadoras aceitem canal do mesmo estilo lançado pela Simba

Não bastassem as dificuldades que fatalmente vieram a surgir no embate dos canais da Simba – Record, RedeTV! e SBT – com as operadoras da TV paga, agora a joint-venture esbarra em mais dois obstáculos, poderosíssimos: a Band e a Globo. Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, as duas emissoras operam nos bastidores, e no vídeo, para atrapalhar o acerto das concorrentes com a TV fechada.

Band e Globo, hoje remuneradas pelo pacote de canais fechados (que inclui seus sinais de TV aberta), fizeram chegar às operadoras o pedido para uma readequação de valores, caso Record, RedeTV! e SBT passem a receber por seus sinais digitais – oferecidos de graça via TV aberta. A Band chegou a produzir matérias para seus telejornais, atestando que os canais da Simba não têm direito à remuneração.

Outro plano da joint-venture, o de ter um canal de reprises semelhante ao Viva, da Globosat, também pode vir a se tornar uma frustração para seus executivos. A programadora da Globo, que nunca exigiu pagamento pelo sinal do Viva – um dos mais bem colocados no ranking de audiência da TV paga –, já avisou que passará a cobrar pelo canal caso um outro de formato similar, da Simba, seja remunerado.

Record, RedeTV! e SBT retiraram seus sinais do line-up das operadoras de TV paga no dia 29 de março, após o desligamento do sinal analógico na Grande São Paulo. O corte implicou em acentuada queda de audiência – que apresentou crescimento na última semana. As emissoras ainda negociam com Net e Sky; o acerto envolve a criação de novos canais de TV fechada.


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!