Globo monta operação para acabar com o “jabá” em seus programas; entenda

Globo vai acabar com a farra dos produtores que lucram com o famoso “jabá”

De olho nos comentários que sempre surgem, a direção da Globo deu início a uma operação para acabar com o “jabá”, valor pago por empresários de artistas a produtores a fim de emplacar seus clientes em programas da emissora.

Segundo o colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, dois profissionais foram dispensados pelo canal e outro foi avisado que não terá o contrato renovado.

Toda a ação foi iniciada depois que um empresário revelou que recebeu um pedido de viagem internacional de um produtor. Outro contratado lucrava cerca de R$ 8 mil por mês para ajudar o casting de uma empresa.

Chefe do departamento de gerência musical da Globo, Marcel Klein é o responsável por demitir os funcionários que estão tirando vantagens com a atitude.

A ‘faxina’ já atingiu várias atrações, como “Encontro com Fátima Bernardes”, “Caldeirão do Huck”, “É de Casa”, e “Vídeo Show”.  O “Domingão do Faustão” e o “Altas Horas” já estariam livres dos ‘jabazeiros’.

Produtores musicais de novelas serão os próximos a passar pela análise, uma vez que denúncias dão conta do recebimento de propina para que músicas sejam incluídas nas trilhas sonoras das tramas.

Procurada, a Central Globo de Comunicação informou que está “continuamente aperfeiçoando e atualizando seus processos e profissionais”. 

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›