Globo News reverencia a história da TV com dois documentários

Edna Savaget, apresentadora do primeiro programa feminino da Globo, será homenageada na Globo News 

A Globo News terá seus dias de Canal Viva. Por meio de dois documentários, produzidos em parceria com a Globo Filmes, o canal jornalístico irá enaltecer a história da televisão brasileira; numa das obras reverenciará as novelas e em outra a trajetória da apresentadora Edna Savaget.

A primeira produção, “Brasileiríssima – A História da Telenovela”, caberá a Twins Filmes e terá direção de André Bushatsky. Tem exibição prevista para 2017, assim como “Silêncio no Estúdio” (Modo Operante), dirigida por Emília Silveira.

Neste trabalho, a biografia de Edna Savaget, pioneira em programas femininos no rádio e na TV, será revisitada. Contratada pela Globo para implantar sua grade vespertina, antes mesmo do início das atividades do canal, Edna apresentou em parceria com a atriz Célia Biar o “Sempre Mulher”, com dicas de moda, beleza, saúde, economia do lar, culinária e cultura. Foi também apresentadora do “Tele Globo”, primeiro telejornal da emissora. Faleceu em 1998, aos 70 anos.

Até o momento, a única ação da Globo News neste sentido, de perpetuar a história da TV brasileira, é vista no “Ofício em Cena”. Apresentado por Bianca Ramoneda, o programa recebe figuras de frente e detrás das câmeras para discutir os meandros da criação televisiva.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

ALERTAS GRATUITOS