Globo se atrapalha durante pronunciamento de Bolsonaro e deixa repórter furioso

Nilson Klava reage exaltado durante entrada ao vivo na Globo, com pronunciamento de Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Globo)

A cobertura do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho, Minas Gerais, rendeu severas críticas à Globo. Além de tardar a noticiar o ocorrido, que cobriu a cidade mineira de lama – tal qual aconteceu em 2015, em Mariana, também Minas –, a emissora também cometeu uma série de gafes durante o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre o ocorrido.

Durante a fala de Bolsonaro, a câmera foi deslocada para o repórter Nilson Klava, de costas. Nilson apareceu teclando no celular, gesticulando e tirando o “ponto” do ouvido – fone responsável pela comunicação do repórter com profissionais dos bastidores –, aparentemente incomodado por estar no ar em momento inadequado. Em seguida, o canal passou a apostar no sinal gerado pela NBR.

O equívoco gerou críticas negativas no Twitter (confira abaixo). Mais cedo, enquanto a Record cobria o rompimento da barragem, a Globo se dedicou à transmissão da “Sessão da Tarde” e da final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, com pequenos boletins nos intervalos, o que também gerou comentários desabonadores.

Boa parte destes se destinavam, especialmente, à Globo Minas; a afiliada dedicou somente a faixa reservada ao futebol à cobertura. A transmissão, porém, foi interrompida para a exibição de “Cordel Encantado”, em “Vale a Pena Ver de Novo” – o que a rede, aliás, não fez, por conta do futebol.

Web cria campanha “Laranjal da GloboNews” após delação de Palocci

O Grupo Globo foi pego de calças curtas após uma delação surpreendente de Antônio Palocci, revelando que um dos jornalistas da GloboNews, Roberto D’Ávila, serviu de intermediário e se ofereceu como “laranja” para arrecadar verba para o filme “Lula, o Filho do Brasil”.

Após a delação virar notícia, o público na internet levantou uma campanha contra o canal de notícias da Globo. Em sua maioria, a campanha é repercutida entre os eleitores de Jair Bolsonaro.

Parece que o jogo virou”, alfinetou um internauta. “No aguardo do quadro do ‘Tá No Ar’”, disparou um perfil. “Jornalista da Globo oferecendo-se como laranja… Agora entendo porque essa emissora passou muito tempo calada perante as besteiras que o PT fez”, avaliou um telespectador.

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog "Vivo no Viva", repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.