Gloria Maria apoia Maju e revela ter sofrido ataques racistas: “Atingia minha alma”

Gloria Maria lembra ter sofrido preconceito no início da carreira
Gloria Maria lembra ter sofrido preconceito no início da carreira

Após a repercussão do caso com Maria Julia Coutinho, nesta sexta-feira (3), Gloria Maria desejou força à colega. A “garota do tempo” do “Jornal Nacional” foi alvo de comentários racistas na web.

“O que eu digo para a Maju é que ela vá em frente e não desista nunca, porque é isso que os racistas querem, que a gente fraqueje e desista. Mas que ela fique mais forte com essa experiência e siga adiante”, disse a ex-apresentadora do “Fantástico” à coluna de Bruno Astuto, da revista “Época”.

A jornalista também lembrou do início da sua carreira e disse ter sofrido com o preconceito. “Sofri durante 10 anos com ataques racistas”, contou.

“Essa é a prova do que eu sempre disse, que o racismo nunca vai acabar. O que ela está passando hoje, eu vivi no ‘Fantástico’. Recebia os comentários por cartas e, depois, por e-mails. Não era uma declaração pública e vinha diretamente a mim, atingia a minha alma e meu coração. Hoje atinge o Brasil. A diferença é essa. Eu tinha que aguentar o tranco sozinha. Isso que ela está vivendo é a normalidade do brasileiro. Mas nunca fraquejei, nunca desisti”, acrescentou Gloria.

Fábio AlmeidaFábio Almeida
Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna "Do Fundo do Baú", publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com
Veja mais ›