Mãe de Carrie Fisher, Debbie Reynolds falece um dia após a morte da filha

Debbie Reynolds falece no dia seguinte ao da morte da filha Carrie Fisher

Não existe dor maior do que a perda de um filho. Dizem ser dilacerante. Talvez tenha sido esta dor que levou à morte, na noite desta quarta-feira (28), a atriz Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher, a Princesa Leia da saga “Star Wars”, morta nesta terça-feira (27), depois de dias de internação após sofrer um infarto.

Debbie, de 84 anos, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC), segundo informações de seu filho, Todd, dadas ao site “TMZ”. Todd encerrou seu diálogo com o veículo dizendo: “Ela está com Carrie”, numa clara alusão a um possível reencontro de mãe e filha após a morte. Na terça-feira, Reynolds havia divulgado um comunicado agradecendo aos fãs da filha, pelas homenagens póstumas.

A atriz foi casada com Eddie Fisher, pai de Carrie e Todd, até 1959, quando os dois se divorciaram por conta do caso extraconjugal do marido, com a também atriz Elizabeth Taylor. Casou-se outras duas vezes, em 1960 e 1984.

No cinema, atuou em “Cantando na Chuva”, clássico de 1952, estrelado por Gene Kelly. Em 1965, foi indicada ao Oscar por “Inconquistável Molly”; foi agraciada com uma estatueta honorária em 2015, por conta de sua atuação humanitária na organização Thalians, que presta auxílio a doentes mentais. Nos últimos anos de carreira, esteve em séries como “Will & Grace”.

PRÓXIMA MATÉRIA→

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

RECEBA NOTIFICAÇÕES GRÁTIS