Participantes do Big Brother Canadá comem ração e dormem em local polêmico

Big Brother Canadá faz comida polêmica (Imagem: Reprodução – Globoplay / Montagem – RD1)

O BBB 2021 está fazendo sucesso no Brasil e, assim como em várias partes do mundo, o Big Brother Canadá tem repercutido por causa de um detalhe em especial.

Na internet muitos começaram a repercutir o alimento que eles são obrigados a comer quando estão na “Xepa”, uma mistura chamada “slop” feita de whey, água, aveia e proteínas.

Como se não bastasse, eles são obrigados a dormir em quartos desconfortáveis, como um banco de espera de aeroporto e uma grande piscina de bolinhas sem nada além delas.

Os internautas dividiram opiniões sobre a situação. “Mano isso que é game. O resto é fichinha”, concordou um. “Topo um monstro nesse estilo. Desconfortável num estilo diferente da fantasia”, sugeriu outra.

“Eu to realmente ASSUSTADA com esses quartos cara… e eu pensando que a casa do BBB era psicologicamente enlouquecedora”, criticou mais uma. Outro BBB que tem repercutido no Brasil é o da Itália.

Até Tatá Werneck comentou o fato de Dayane, a brasileira participante do Gran Fratello VIP, ter sido uma das finalistas e mobilizou os seus fãs para conseguir votos para a modelo.

“Hoje temos uma brasileira na final do BBB Itália. Foi mega discriminada. Para quem quiser, estou tuitando como votar”, escreveu Tatá Werneck no Twitter.

Foi o suficiente para que um rapaz de origem italiana tomasse as dores dos responsáveis por mensagens de ódio contra Dayane.

“Não é verdade que ela foi discriminada, é você que está jogando esta carta da discriminação para jogar o jogo sujo e votar em uma pessoa apenas com base na sua nacionalidade. Você é patética”, disparou.

Sem paciência, a famosa soltou o verbo e soltou um palavrão: “Põe no Google tradutor: ‘Patética é minha rola'”. A resposta de Tatá para o italiano rendeu mais de 20 mil curtidas.

“Como é bom ser brasileira e contar com o humor de Tatá Werneck”, ironizou um internauta nos comentários. “O melhor é que ele não vai entender”, debochou outro.

“Tatá, te amo. Se você não é a melhor artista atualmente, não sei quem poderia ser. Go go, Dayane!”, mandou uma terceira. “Meu novo passatempo é ver italiano espumando”, cutucou mais um.

Dayane Mello, modelo de 32 anos, foi uma das finalistas do Gran Fratello VIP, o Big Brother da Itália. Ela não ganhou o prêmio de 100 mil euros, mas foi o grande destaque da edição.

Foi atacada dentro e fora da casa, foi salva de vários paredões e ganhou o carinho de milhões de italianos.

Confira:

Lucas MedeirosLucas Medeiros
Lucas Medeiros é formado em Comunicação Social e escreve sobre o dia a dia da TV.
Veja mais ›