Psirico é impedido de continuar show no “Axé Brasil”

Psirico teve que se retirar do palco
Psirico teve que se retirar do palco

De olhos nos bastidores do “Axé Brasil – 15 anos”, a maior micareta do país, que começou ontem (12) e termina hoje no Mineirão, em Belo Horizonte, o RD1 apurou um episódio envolvendo o último show do festival.

A banda baiana Psirico, um dos maiores sucessos do axé na atualidade, estava em sua segunda música da setlist da apresentação quando foi impedida de continuar o show e obrigada a se retirar do palco.

Segundo informações, o contrato com o Mineirão só permite shows até às 0h e a banda baiana só havia entrado no palco após esse limite. A princípio, o erro não é do Psirico, e sim da organização, já que cada apresentação depende do horário em que a anterior terminou.

Márcio Vitor, líder da banda, pediu desculpas à plateia presente e disse que o show continuaria hoje às 17h. Ele ficou bastante emocionado e chegou a chorar ante o lamentável episódio.

Mesmo com o embaraço do momento ele agradeceu a oportunidade: “Eu agradeço muito ao ‘Axé Brasil’, porque o Psirico ainda tem pouco espaço na mídia, e a gente começou aqui em 2004”.

O Axé Brasil está sendo transmitido pelo canal por assinatura Multishow.

RÁPIDAS DO FESTIVAL

Tomate levou sua apresentação ao ápice quando interpretou quatro músicas da banda Charlie Brow Jr. para homenagear o falecido Chorão.

– O Asa de Águia, que não é bobo nem nada, aproveitou o grande público presente e o foco no festival para lançar uma nova música. O tema foi futebol.

– A banda Jammil até agitou com seu show, mas o horário, 17h, prejudicou a apresentação.

Alinne Rosa, a belíssima vocalista do Cheiro de Amor, alfinetou o presidente da Comissão dos Direitos Humanos, Marco Feliciano.

Chiclete com Banana mostrou mais do mesmo.

– Hoje é dia de Ivete Sangalo e Claudia Leitte no festival. Os bastidores prometem.

– Amanhã o RD1 traz mais informações do que rolou no “Axé Brasil”.

AvatarArthur Vivaqua
Arthur Vivaqua é um apaixonado pela TV, e por Cultura em geral. Ele acredita que pequenas coisas podem gerar grandes reflexões. Arthur já foi editor-chefe e repórter especial do RD1, para onde volta como colunista. Fale com ele através do @ArthurVivaqua no Twitter ou no arthurvivaqua@rd1.com.br.
Veja mais ›