Renata Capucci emociona Ana Maria Braga ao relembrar entrevista e aborto

Renata Capucci roubou a cena no “Mais Você” (Imagem: Reprodução / Globo)

Renata Capucci foi convidada para tomar café da manhã com Ana Maria Braga, no “Mais Você” desta quinta-feira (18), e surpreendeu a anfitriã ao contar um triste momento quando tentava ser mãe.

A jornalista chorou ao revelar que perdeu seu primeiro filho, Bernardo, quando estava no sétimo mês de gestação.

Perdi três filhos. Nunca tive problema para engravidar, eu engravidava fácil”, revelou ela, que teve mais dois abortos espontâneos. “O meu problema acontecia durante a gestação. Logo que a gente casou, a gente engravidou do Bernardo e eu perdi ele com 33 semanas. Você pode imaginar um negócio desse? De um dia pro outro, ele parou dentro da barriga“, disse Capucci.

Eu achei estranho, falei pro Ivo [marido], ‘ele não está mexendo’. Ele falou: ‘Vai tomar café, ele está dormindo’. Aí não mexeu, fui na minha médica, fui na ultrassonografista, quando botou a imagem, eu vi o coração parado e eu falei: ‘Meu filho está morto’“, relembrou.

Renata ficou sem chão, mas procurou se reerguer para continuar em busca do sonho de ser mãe. “Neste momento, seu mundo desabafa, era meu primeiro filho, esperado, querido, tudo programado, uma gravidez perfeita, pré natal, tudo certo. Aí você se vê diante deste momento devastador de ter que enterrar um bebê que você estava preparada já com o quarto pronto, roupinhas, tudo isso“.

Hoje, Renata Capucci é mãe de Lily e Diana. “Vivi um luto, mas você levanta porque o sonho era mais forte que a tristeza. Muitos casais nesta hora se separam, se distanciam e, se você está vivendo isso, se una ainda mais porque só o amor pode fazer com que você realize o sonho de ser mãe, seja engravidando ou adotando uma criança. Aí a gente conseguiu, engravidamos da Lily e ela nasceu“, disse ela, que é casada com Ivo Sternick.

Mas, antes de Diana, Renata teve dois abortos. “Depois da Lily perdi outros dois e não descobri o que tinha acontecido com o Bernardo, fizemos autopsia. E a gente controla o que nessa vida? Era para ser, ou não era pra ser. Era pra ser mãe da Lily e da Diana. Se eu soubesse, lá atrás, que eu ia passar por tudo isso para ser mãe delas, eu passaria“, afirmou, emocionando Ana Maria.

Um dos momentos mais marcantes da carreira dela no jornalismo também envolve uma mãe e uma criança. Durante uma entrevista em que uma mãe contou que perdeu a filha por uma bala perdida enquanto brincada no parque de uma lanchonete, no Rio, Renata não conteve a emoção no telejornal.

Existe algo mais cruel que isso? Porque a gente por mais treinado que a gente seja para ser imparcial, para ter controle, é impossível não se envolver com uma entrevista dessas…”, declarou ela. “Era uma mãe que tinha perdido sua filha, eu tenho duas… Você imediatamente se coloca no lugar dela. Eu fraquejei ali, eu não consegui“, contou.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.