Revoltado, Bruno Gagliasso expõe crise no país e compra briga com bolsonaristas

Bruno Gagliasso
Bruno Gagliasso bate de frente com eleitores do presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Instagram)

Bruno Gagliasso comprou briga com os eleitores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Twitter e enumerou os problemas mais urgentes do país. Atacado, o ator mandou um recado direto e reto para a “robozada”.

“Os fãs de políticos ainda não entenderam que ninguém suporta mais eles e nem os políticos deles, né? Ninguém liga para o ódio de vocês mais. Vivam aí nas suas bolhas de mentira que as pessoas decentes estão lutando pelo ‘Fora Bolsonaro'”, avisou.

Em seguida, Bruno Gagliasso listou: “Atraso na compra de vacina, 500 mil mortos, dólar nas alturas, Inflação, caristia da alimentação básica, descaso com a pandemia, e o gado continua falando de mamata da Rouanet”.

“Se quando você pensa em política você só pensa no seu umbigo, não projete isso no outro”, refletiu o marido de Giovanna Ewbank na rede social.

Durante debate em Lisboa, em Portugal, sobre o filme Marighella, Bruno Gagliasso falou sobre a dificuldade em viver o seu personagem, o delegado Lúcio, um homem racista.

“Interpretei um racista. Minha filha é negra, tinha acabado de chegar. Seu Jorge é meu amigo, disse coisas horrorosas a ele. Foi muito difícil, muito doloroso”, afirmou.

“Sofri muito, mas sabia o quanto é importante este filme ser lançado no Brasil. Fiquei três meses em São Paulo, não levei minha família. Não queria fazer as coisas que estava fazendo em cena, chegar em casa e beijar minha filha. Mas tenho certeza que eles terão muito orgulho de mim”, declarou.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›