Ronaldo Fenômeno é condenado a pagar R$ 30 mil a jornalista por caso na Copa de 2002

Ronaldo Fenômeno é condenado a pagar R$30 mil a jornalista por caso na Copa de 2002
Ronaldo teria tomado o equipamento da mão do jornalista após ser flagrado em boate

Ronaldo terá de desembolsar R$ 30 mil para indenizar o jornalista José Aveline Neto, em ação sobre um episódio que aconteceu durante a Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul. O ex-jogador ainda poderá recorrer da decisão.

Na 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o jornalista, então editor e proprietário da revista “Goool”, reclamava na Justiça dano moral por um episódio na Coreia do Sul, quando o Brasil se tornou pentacampeão.

Em 8 de junho de 2002, o repórter flagrou Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho se divertindo em uma casa noturna da cidade de Seogwipo. Segundo relatos do profissional, o então craque da seleção tomou o equipamento de sua mão, passou a um segurança particular e não devolveu mais.

Ao “UOL Esporte”, a assessoria do Fenômeno disse que consultará os advogados do ex-jogador antes de divulgar ou não qualquer manifestação sobre o caso, enquanto o jornalista José Aveline Neto comemorou a sentença. “Foi uma longa espera até este desfecho, em nome da veracidade dos fatos. Foi um sofrimento, porque eu fui tido como um paparazzi. Mas a nossa publicação tem 35 anos, vamos para nossa sexta cobertura de Copa na Rússia no ano que vem, temos muito respeito na imprensa do Rio Grande do Sul”, comentou.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com