Saiba as datas de estreia de “Rubi”, “O Que a Vida me Roubou” e “Amanhã é Para Sempre”, próximas novelas do SBT

mana2-1
Fernando Colunga e Silvia Navarro, protagonistas de “Amanhã é Para Sempre”, substituta de “A Gata” no SBT

Além das mudanças já acertadas para as madrugadas, nas manhãs e no início da tarde, o SBT prepara ainda três estreias de novelas mexicanas, visando fortalecer a agora combalida faixa vespertina.

Conforme informou o RD1, “Rubi”, “O Que a Vida me Roubou” e “Amanhã é Para Sempre” são as tramas escolhidas para substituir, entre janeiro e fevereiro, três dos quatros folhetins em cartaz hoje; apenas “Querida Inimiga”, justo a inédita de índices mais baixos, ainda não tem substituta definida.

Já vista no Brasil em três ocasiões (a última em 2013), “Rubi” ocupa a vaga de “A Usurpadora”, às 15h45, a partir de 9 de janeiro. No centro da trama está Rubi (Barbara Mori), que abdica de seu amor por Alessandro (Eduardo Santamarina) para casar-se com Heitor (Sebastián Rulli), comprometido com sua amiga Maribel (Jacqueline Bracamontes), e assim ascender socialmente.

“O Que a Vida me Roubou” substitui “Lágrimas de Amor”, às 17h30, na última segunda-feira de janeiro (30). Para salvar a família da miséria, Montserrat (Angelique Boyer) aceita a proposta indecorosa de sua mãe, Graziela (Daniela Castro), de se casar com Alessandro (Sebastián Rulli), mesmo amando José Luís (Luis Roberto Guzmán). Com o tempo, porém, Montserrat se apaixona pelo marido arranjado.

Tendo Silvia Navarro (de “Meu Coração é Teu”), Fernando Colunga (de “A Usurpadora”) e Lucero (hoje em “Carinha de Anjo”) como protagonistas, “Amanhã é Para Sempre” é a próxima trama das 18h30, horário de “A Gata”, com estreia prevista para 13 de fevereiro. No enredo, Bárbara (Lucero) se encarrega de um plano de vingança contra Gonçalo Elizalde (Rogelio Guerra), atingindo sua filha Fernanda (Silvia), separando-a de seu grande amor, Eduardo (Colunga).

Com as substituições, o SBT espera reverter a tendência de queda das novelas atuais. “A Usurpadora”, na sexta reprise, registra 5.04, pior audiência de todas suas exibições. “Lágrimas de Amor” tem até o momento 6.84, bem abaixo dos 8.38 de “Abismo da Paixão”, sua antecessora. “A Gata” está ligeiramente acima de “Meu Coração é Teu”, 8,63 x 7.78, mas seus números despencaram nos últimos dias, estando bem longe dos dois dígitos que chegou a marcar entre setembro e outubro. Já “Querida Inimiga” tem 5.25; “Mar de Amor”, que a antecedeu, chegou ao fim com 7.44.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

ALERTAS GRATUITOS