Gustavo (Carlo Porto) e a filha Dulce Maria (Lorena Queiróz), a “Carinha de Anjo”.
Gustavo (Carlo Porto) e a filha Dulce Maria (Lorena Queiróz), a “Carinha de Anjo”

Como é de praxe no SBT, a novela infantil da vez acabou esticada. Assim como aconteceu com “Carrossel”, “Chiquititas” e “Cúmplices de um Resgate”, “Carinha de Anjo” vai ganhar capítulos extras graças aos milagres da edição. Segundo a jornalista Patrícia Kogut, a trama escrita por Leonor Corrêa e dirigida por Ricardo Mantoanelli deve permanecer no até o início de 2018.

Nos últimos dias, o folhetim infantil retomou a vice-liderança, ultrapassando “O Rico e Lázaro”, folhetim bíblico da Record. Embora centrada nas travessuras da pequena Dulce Maria (Lorena Queiróz), “Carinha de Anjo” tem conquistado o público adulto com o romance do executivo Gustavo (Carlo Porto) e a noviça Cecília (Bia Arantes). Para os mais saudosistas, a trilha sonora vem recheada de clássicos infantis do passado.

Na terça-feira (16) foi ao ar o clipe de “Aquarela”, eternizada na voz de Toquinho. Do mesmo cantor e compositor, “Era Uma Vez…”, outrora gravada por Sandy & Junior; agora cantada por Lorena e Lucero. Ainda, os clássicos “Uni Duni Tê”, do Trem da Alegria, “Lindo Balão Azul” e “Brincar de Viver”, presentes em especiais da Globo da década de 80.

Na sequência de “Carinha de Anjo”, Íris Abravanel reassume o horário com “Poliana”, adaptação da obra de Eleanor H. Porter, com direção geral de Reynaldo Boury. O SBT estima que a trama terá cerca de 280 capítulos escritos, também esticados graças à edição, caso a audiência atinja as expectativas. A produção está em vias de definir o elenco; as gravações terão início em setembro.


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Não serão aceitos comentários preconceituosos, que façam propaganda e/ou spam de qualquer tipo. Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo ;)