Maisa Silva dá vida a Juju em “Carinha de Anjo”

O SBT recebeu mais uma denúncia no PROCON por publicidade direcionada a crianças, desta vez por anúncios de uma marca de refrigerante veiculados no canal do YouTube mantido por Juju Almeida, personagem de Maisa Silva, na novela infantil “Carinha de Anjo”.

O  Programa Criança e Consumo, divisão do Alana, alega que em duas ações, uma para celebrar o Dia das Mães, e outra pelo Dia dos Pais, os cenários mostram elementos alusivos à Dolly, citada pelas personagens, que cantam o jingle da marca.

Segundo Cristina Padiglione, do “Telepadi”, as reclamações foram baseadas nas relações de consumo, especialmente o artigo 227 da Constituição Federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente , os artigos 36,37 e 39 do Código de Defesa do Consumidor e a Resolução 163 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA). E no seu entendimento, por mais que o canal seja fictício no YouTube, como uma extensão de uma novela com o objetivo de direcionar publicidade a crianças por meio de uma ação de merchandising, a emissora se utiliza de estratégia que desrespeita a legislação brasileira que protege as crianças.

Em 2015, o canal de Silvio Santos já enfrentou acusações de inserir merchandising no programa “Bom Dia & Cia”, e na novela “Carrossel”. A emissora chegou a ser multada em ação civil pública ajuizada pelo PROCON, tendo depois recorrido da decisão.

No entanto, o SBT só tem lucrado com a novelinha infantil “Carinha de Anjo”, que sempre tem ficado acima dos dois dígitos de audiência no horário em que é exibida. Além disso, as redes sociais oficiais da trama de Dulce Maria (Lorena Queiroz) chegam a quase cinco milhões de seguidores, e possui mais de 50 produtos licenciados entre bonecas, cadernos, álbuns de figurinhas, livro, etc.


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!