“Sexo é a forma mais eficiente de comunicação”, afirma Marcelo Tas no “De Frente Com Gabi”

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Crédito: Carol Soares/SBT

O “De Frente Com Gabi” deste domingo (25) recebe o apresentador e humorista Marcelo Tas. Ele responde perguntas sobre sua personalidade, infância, carreira e fala ainda sobre as polêmicas geradas em torno das declarações de Jair Bolsonaro e sobre as piadas de Rafinha Bastos e Danilo Gentili. Tas responde ainda questões pessoais, como sua experiência com drogas e o relacionamento com seus filhos, Luiza, Clarice e Miguel.

Confira abaixo as melhores frases da entrevista:

Gosto de me arriscar, gosto do desconhecido.

A experiência com drogas foi algo que teve importância na minha vida.

Gosto de experiências fortes. Seja com drogas, seja com pessoas… Eu não fujo de uma boa briga.

O limite do humor é a graça. A piada do Rafinha (sobre mulheres feias) eu não acho nenhuma graça. Ele foi infeliz, não precisava disso. A piada do Danilo sobre judeus foi engraçada.

Quando um humorista tem medo de colocar no ar é porque o trabalho não foi bem feito. (Sobre a invasão do programa Pânico no funeral de Amy Winehouse)

Sexo é a forma mais eficiente de comunicação. Sexo é a verdadeira internet.

O humorista vive dos defeitos. Se a gente fosse perfeito, não seria humorista.

Alguns políticos perceberam que o CQC poderia ser um canal de comunicação informal.

Eu acho importante ter o Bolsonaro, porque ele representa várias pessoas que pensam como ele para debater isso.

Recebi uma avalanche de e-mails de pais e filhos aliviados. (Após se posicionar contra a homofobia usando o exemplo da própria filha, Luiza).

Eu procuro ser moleque, esse é o meu truque.

Eu tive uma infância totalmente livre na zona rural.

Eu tive os 4 bisavós vivos.

Acho muito especial poder viver no interior.

A tarefa de ser pai é uma coisa que se aprende todo dia.

Quem disser que tem noção do que está fazendo nesse mundo, está desinformado.

Amo aviação e tecnologia desde criança.

Eu diria que sou um nerd à lenha.

Eu fui um CDF do fundão.

Para mim, se divertir é a primeira condição. Sem prazer não dá.

Eu tenho uma persona que eu uso na TV.

Neste domingo, 25 de setembro, à 00h15.

João Paulo Dell SantoJoão Paulo Dell Santo
João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email [email protected].
Veja mais ›