Sobrinho de Edir Macedo e prefeiturável do Rio, Marcelo Crivella falta à entrevista e ataca a Globo

crivella-rjtv
Mediante a ausência de Marcelo Crivella, Ana Luíza Guimarães foi focalizada frente a uma poltrona vazia

Candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro pelo PRB, Marcelo Crivella não compareceu aos estúdios da Globo nesta terça-feira (25). Assim como acontece em todo o Brasil em época de eleições, a âncora do “RJ TV – 2ª Edição”, Ana Luíza Guimarães, iria entrevistá-lo para esmiuçar suas propostas. O sobrinho de Edir Macedo atribuiu a sua ausência ao fato de estar em Brasília, mas, por meio de nota, fez questão de salientar que “mesmo se estivesse no Rio, não iria ao RJ TV”.

A atitude é uma clara retaliação à emissora, cuja cobertura eleitoral Marcelo Crivella julga ser “manipuladora e tendenciosa”. Mediante o não comparecimento do candidato, Ana Luíza foi focalizada frente a uma poltrona vazia. Depois de explicar ao público a situação, a jornalista leu um comunicado no qual a Globo se defende das acusações.

“A TV Globo é apartidária, absolutamente independente de grupos econômicos e de governos. Será sempre assim, mesmo que o preço a pagar sejam acusações sem sentido”. (A íntegra de ambas as notas está disponível no final deste texto).

crivella
Marcelo Crivella durante debate na Globo. Na terça-feira (25) ele não compareceu ao “RJ TV”

Por último, a apresentadora revelou aos telespectadores os questionamentos que seriam feitos a Marcelo Crivella. Mesmo ausente, o prefeiturável foi o destaque por quase nove minutos do telejornal, praticamente o mesmo tempo que havia sido reservado para a entrevista. Ao fim do compromisso na TV, o político também seria sabatinado pelo portal “G1”.

Vale lembrar que na próxima sexta-feira (28), nas praças onde há segundo turno, a Globo exibe debate ao vivo após “A Lei do Amor”. A julgar por ontem, o não comparecimento de Crivella é praticamente certo. As cidades nas quais a disputa já foi decidida assistem ao “Globo Repórter”.

Veja a íntegra da nota de Marcelo Crivella:

“Prezada Ana Luiza Guimarães,

Obrigado pelo convite mas não posso comparecer pois estou em Brasília onde cumpro meu mandato de senador. Me permita, respeitosamente, acrescentar que mesmo se estivesse no Rio não iria ao RJTV. Pela primeira vez, em função da minha indignação com a cobertura manipuladora e tendenciosa que a Rede Globo tem feito contra a minha candidatura, especialmente nas últimas semanas, não posso e não devo comparecer aos estúdios da emissora. Sou um homem da paz e como prefeito, se assim o povo decidir, vou dialogar com todos por amor ao Rio. Não guardo mágoas. É a minha natureza. Mas, peço que fique registrado meu ato de protesto e apelo a favor da democracia e da liberdade de imprensa à altura das nossas tradições cívicas e morais.

Atenciosamente, Marcelo Crivella.”

Agora, o posicionamento da TV Globo (ambos os comunicados foram originalmente publicados no portal G1):

“Desde ontem, em inserções do horário eleitoral obrigatório, o candidato Marcelo Crivella tem atacado a TV Globo em termos nada respeitosos e ainda piores do que a nota agora enviada à emissora. Em consideração a você, telespectador, esclarecemos aquilo que todo defensor da liberdade de imprensa deveria conhecer: a missão de um veículo jornalístico é revelar fatos importantes, incômodos ou não, envolvendo as candidaturas. A TV Globo tem feito isso de forma isenta, com os dois candidatos em disputa pela Prefeitura do Rio. Como atestam nossos princípios editoriais, a TV Globo é apartidária, absolutamente independente de grupos econômicos e de governos. Essa postura independente de fato irrita aqueles que preferem, em benefício próprio, que a imprensa se cale, em prejuízo dos eleitores, que tudo devem conhecer para fazer seus julgamentos. A TV Globo sabe que, ao cumprir essa missão, pode ser vítima de ataques, os mais violentos e injustos. Isso já aconteceu recentemente com Jandira Feghali, do PC do B, com o ex-presidente Lula, do PT, com o deputado cassado Eduardo Cunha, do PMDB, e, agora, com o candidato Crivella, do PRB, de colorações ideológicas tão diferentes. Você, telespectador, é testemunha de nossa lisura. Nosso compromisso é com você, não com políticos e candidatos. Será sempre assim, mesmo que o preço a pagar sejam acusações sem sentido.”

Nota da Redação: ao publicar esta notícia, o RD1 não pretende entrar no mérito político/eleitoral da questão. A nossa equipe se atém exclusivamente a um fato relevante transmitido ao vivo em um telejornal da maior emissora do país.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.