“Sol Nascente” chega ao último capítulo com a terceira maior audiência das 18h nos últimos quatro anos

“Sol Nascente” chega ao último capítulo com a terceira maior audiência das 18h nos últimos quatro anos
Laura Cardoso como Sinhá, destaque de “Sol Nascente”

No ar desde agosto de 2016, “Sol Nascente” chegou hoje (21) ao último de seus 175 capítulos, injustamente tachada de “novela malsucedida” – ou o já famoso “flop”. O folhetim de Walther Negrão, Suzana Pires e Júlio Fischer ostenta a boa média de 21,1 pontos de média geral na Grande SP.

Com o desempenho, a trama ficou aquém apenas de “Eta Mundo Bom!”, sua antecessora (com 27,1 pontos), e de “Flor do Caribe”, trama anterior da equipe liderada por Negrão (com 21,2 pontos). Atrás de “Sol Nascente” ficaram tramas de maior repercussão, como “Além do Tempo” (19,8 pontos), “Sete Vidas” (19,4), “Joia Rara” (18,4), “Meu Pedacinho de Chão” (17,8) e “Boogie Oogie” (17,4).

Apesar dos números bastante satisfatórios, “Sol Nascente” não repercutiu como esperado. Boa parte do noticiário acerca do folhetim se dedicou aos afastamentos do autor Walther Negrão e da atriz Laura Cardoso, um dos maiores destaques do elenco, como a vovó do mal Sinhá. Ambos deixaram a produção em razão de problemas de saúde – Laura retornou na reta final, enquanto Negrão se manteve afastado.

Em contrapartida, a novela ganhou participações especiais, como Nívea Maria, e reforços na equipe de texto, como Sérgio Marques; Silvio de Abreu, diretor do departamento de teledramaturgia diária da Globo, chegou a atuar como consultor.

A propósito, a Globo reprise amanhã (22), na faixa da tarde, o último capítulo de “Sol Nascente”, ao mesmo tempo que estreia “Novo Mundo”, nova produção das seis.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.