Sophie Charlotte faz desabafo sobre a morte recente do pai

Sophie Charlotte
Sophie Charlotte desabafou sobre a partida do pai (Imagem: Reprodução / Instagram)

Sophie Charlotte abriu seu coração ao falar sobre a morte do pai, cabeleireiro e maquiador José Mário da Silva, que faleceu há seis meses aos 62 anos. Em entrevista à Marie Claire, a atriz confessou que ainda tem dificuldade de falar do assunto:

“Foi a pessoa que sonhou comigo o meu sonho. Me incentivou a ser atriz, fazer balé, só era reticente quanto à carreira de modelo”.

A causa da morte do pai da artista não foi revelado na época. Ela chegou a anunciar a partida do cabeleireiro em seu Instagram usando uma foto do dia do seu casamento com Daniel de Oliveira e escreveu: “É com imenso pesar, o coração dilacerado. Que comunico o falecimento do meu Papai, Mario Silva”.

“Um grande homem, que amei loucamente todos os dias da minha vida. A quem devo tudo, e agradeço demais por tanto! Meu Papai… ‘O Sol da Praia’ como dizia minha vovó, que iluminou a todos nós”, concluiu.

Ainda à Marie Claire, Sophie falou sobre como vinha sendo a rotina em sua casa desde o começo da pandemia. “Nossa senhora, aqui é só menino com cueca. Eu tenho o privilégio de ter pessoas cuidando da minha casa, mas muitas mulheres não têm essa opção e o trabalho doméstico delas não é visto. Falo isso abertamente porque quem não enxerga essa realidade é porque tem outra pessoa fazendo esse serviço para ela“, disse, revelando que consegue ver o lado cheio do corpo:

“Foi muito importante ter um pedaço de chão, fazer uma hortinha, olhar para o céu, poder dar um mergulho e resfriar as ideias. Chegou uma hora em que eu entendi que, se tinha louça pra lavar, é porque a gente estava vivo. E tudo bem lavar”.

A artista, que faz análise, confessou o que a tira do sério. “O grande problema é que, além da crise sanitária, a gente tem a crise política, a crise ética, a crise econômica, a crise social“, contou.

O desmonte cultural não é um fato isolado, é um desmonte mesmo. O que aconteceu na Cinemateca é um crime, um apagamento da nossa identidade. Não dá para achar que isso é um acaso, isso faz parte de um plano“, completou.

Ela revelou que, às vezes, olhava para o marido e os dois lamentavam: “Não tem um dia em que a gente consiga olhar simplesmente para a nossa sobrevivência durante um período tão atípico mundialmente”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›