Loalwa Braz foi assassinada de forma bárbara

Já está detido um dos suspeitos pelo assassinato da cantora Loalwa Braz em Saquarema, na região dos Lagos do Rio de Janeiro. Wallace de Paula Vieira, 23 anos, que era funcionário da pousada Azur, pertencente à artista, admitiu envolvimento no crime e entregou outros dois cúmplices.

De acordo com o site “Ego”, Wallace trabalhava há apenas duas semanas da pousada e estava efetuando um roubo no local junto aos demais envolvidos – crime este que teria saído do controle e culminado no assassinato de Loalwa. Ele deixou o local algemado, depois de revelar à polícia o esconderijo de alguns objetos escondidos por ele e os capangas após o furto.

A prisão foi efetuada no início da tarde de hoje pelo delegado da 124ª Delegacia de Polícia Civil de Saquarema, Leonardo Macharet, acompanhado da Polícia Militar e de uma testemunha. Segundo informações da investigação, Loawla apanhou os criminosos no momento do assalto e acabou despertando a ira deles, que bateram com um pedaço de madeira na proprietária e depois a queimaram viva dentro de um veículo Honda Civic, localizado a 800 metros da pousada.

Loalwa nasceu no Rio de Janeiro e iniciou a carreira aos 13 anos de idade. No comando do grupo Kaoma, ela atingiu sucesso nacional com o hit “Chorando Se Foi”, levado a 116 países ao longo de duas décadas. Loalwa vendeu mais de 25 milhões de discos ao redor do mundo.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA