“Tá no Ar” aposta forte na crítica política e social e traz Sandy falando palavrão

Marcelo Adnet no “Te Prendi na TV”, sátira de João Kléber no “Tá no Ar”

Estreia desta terça-feira (24), o “Tá no Ar – A TV na TV” iniciou sua temporada 2017 colocando, outra vez, não o dedo, mas a mão inteira em muitas “feridas”. E quebrando paradigmas dentro da Globo – como a prometida citação à Jequiti, empresa de cosméticos de Silvio Santos, principal anunciante do SBT.

A atração de Marcelo Adnet e Marcius Melhem esteve mais crítica do que nos anos anteriores. A primeira esquete, um comercial do “Branco do Brasil”, trocadilho com a instituição bancária, criticou o preconceito racial (e foi parar nos Trending Topics do Twitter).

Numa sátira de “Friends”, a “Crentes”, os versos “I’ll be there for you” foram substituídos por “Pago dízimo, 10% do pastor”. O machismo também foi criticado no comercial do medicamento “Misoginol”, que promove “alívio rápido para o desconforto do machismo”, inspirado no anúncio de uma medicação para problemas estomacais.

Mas o maior alvo das piadas do humorístico foi o conturbado cenário político do Brasil de hoje: o extenso, e talvez por isso não tão engraçado, “A Dama da Delação” reverenciou as chanchadas brasileiras pegando gancho na onda de delações de operações como a Lava-Jato. E o clipe final, paródia do comercial dos lápis Faber Castell, convertida em “Fazer Cartel”, trouxe desenhos para explicitar o esquema de corrupção que assola todas as esferas do poder. O desempregou norteou o comercial do “Supermercado Recessão”, que, ao invés de ofertas, anunciava os cortes em sua equipe.

“Tá no Ar” ainda retomou quadros clássicos como o “Jardim Urgente”, “Te Prendi na TV” e o “Silvio Santos Songs”. Cantando ‘Bem Que Se Quis’, de Marisa Monte, Silvio Santos (Marcelo Adnet) citou a marca dos “perfumes das estrelas” Jequiti e celebrou a façanha! Houve também uma citação ao “Miojo”, marca de macarrão instantâneo, numa paródia do clássico comercial do Guaraná Antarctica.

O programa de estreia trouxe como principal convidada Sandy, pronunciando palavrões num “Falha Nossa” fictício em que contracenava com Karina Dohme, sua companheira de estúdio na série “Sandy e Junior”, exibida pela Globo no início dos anos 2000. Saldo final: “Tá no Ar – A TV na TV” continua hilariante, oportuno e necessário. E está de nova abertura; ainda mais divertida!

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

ALERTAS GRATUITOS