Record
Reinaldo Gottino se dividiu entre o “Hoje em Dia” e o “Balanço Geral” em cobertura de tragédia (Imagem: Divulgação / Record)

A tragédia na escola Raul Brasil, em Suzano, Grande São Paulo, impactou positivamente os índices da Record, que dedicou quase todo o tempo de seus jornalísticos à cobertura do caso. A emissora bateu recorde de audiência e de share na média-dia e na média-tarde: das 7h à meia-noite, foram 9,6 pontos, com 20% de participação no número de televisores ligados (share); do meio-dia às 17h59, 10,6 pontos e 22% de share.

Dentre os destaques, o “Hoje em Dia”, líder de audiência com 8 pontos, 10 de pico e 24% de share, contra 7,8 da Globo e apenas 4 do SBT – a atração contou com Ana Hickmann, Cesar Filho e Renata Alves, além de Reinaldo Gottino, cobrindo o massacre em Suzano. Na sequência, Gottino viu o “Balanço Geral SP” alcançar o melhor número de sua história, com 12,5 pontos, 15 de pico e 27% de share, entre meio-dia e 15h.

“Bela, a Feia” (2009) e “Essas Mulheres” (2005) foram vice-líderes: a primeira com 7,7 pontos, 12 de pico e 16% de share, das 15h às 15h49, frente 6 do SBT; a segunda com 5,7 pontos, 8 de pico e 12% de share, entre 15h49 e 16h39, versus 5 do principal concorrente. A Record retomou a cobertura com o “Cidade Alerta”, que chegou a liderar entre 17h39 e 18h14, com 14,0 x 13,8 da Globo. No horário fechado, 16h39 às 19h56, 13,2 pontos, com 17 de pico e 23% de share – recorde do ano –, em segundo lugar.

Outra reapresentação, de “A Terra Prometida” (2016) garantiu a vice com 10,8 pontos, 14 de pico e 16% de share, das 19h56 às 20h45. O “Jornal da Record” encerrou a noite de vitórias sobre o SBT, com a melhor audiência e o melhor share do ano: 12 pontos, com 14 de pico e 18% de share, entre 21h40 e 22h35.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!