A Fazenda 2020: Peoas debatem sobre influência das punições como justificativa de voto

A Fazenda
Em A Fazenda 2020, peoas debatem sobre influência das punições como justificativa de voto (Imagens: Reprodução – PlayPlus / Montagem – RD1)

Nas primeiras semanas de jogo, alguns dos peões ainda sentem dificuldades de achar justificativas sólidas para votar nos peões em A Fazenda 2020. Algumas das peoas decidiram debater o assunto e as punições viraram o tópico principal da conversa.

Confira tudo o que rola em A Fazenda 2020 clicando aqui

Antes de tudo, Jakelyne Oliveira deixou claro que será bem honesta quando votar em alguém: “Se fizer algo que me chateie e eu não tiver nenhuma pessoa para votar, eu vou falar para a pessoa que eu não estou gostando da postura. No meu ponto de vista, nós votamos conforme a semana”.

Victória Villarim compartilhou da opinião anterior, mas acrescentou um ponto interessante: “Eu também sou dessa opinião. Ou é o ocorrido da semana, ou alguém que eu não vou ter nunca uma ligação”. A ex-miss voltou a falar e criticou o fato das punições virarem justificativa: “Eu acho muito incoerente votar por causa de punição, porque todos aqui estão sujeitos a serem punidos”.

‘Ah, porque bebeu demais’. Acho incoerente, acho muito feio. Se a gente não puder beber, para que serve a festa?”, continuou Jake, reclamando da censura de alguns com bebida. Vale citar que Rodrigo Moraes, ao indicar Carol Narizinho na segunda semana, veio com um discurso muito similar.

A ex-panicat, por falar nisso, acredita que as penalidades possam virar motivo por uma razão especial: “Uma coisa é você tomar punição, outra coisa é o posicionamento que você tem em relação à punição e com relação a coletividade. A gente está em um grupo e tem que se ajudar”. Jakelyne concordou e filosofou, ao fim: “A punição não serve só para punir o grupo e sim para perceber a personalidade de cada um. Dá para perceber que o jeito que a pessoa lida com a punição, fala muito sobre ela”.

Confira:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com