18:09 :: 27/05/2017

Destaque em “Sol Nascente”, Giovanna Lancelotti está escalada para “O Sétimo Guardião”.
Destaque em “Sol Nascente”, Giovanna Lancellotti está escalada para “O Sétimo Guardião”

Inicialmente cotada para “Tempo de Amar” – confira o elenco completo da próxima novela das 18h –, Giovanna Lancellotti acabou recrutada para “O Sétimo Guardião”, de Aguinaldo Silva, com estreia prevista para maio de 2018, às 21h. A atriz, destaque como Milena em “Sol Nascente” (2016), viverá Ronalda, uma moça criada para ser modelo, mas que, fazendo jus ao nome, brilhará como jogadora de futebol.

Segundo a jornalista Cristina Padiglione, o pai de Ronalda, a cargo de Marcelo Serrado, sonha em ter um filho homem, craque nos gramados. No entanto, a esposa (provavelmente Carolina Dieckmann) só lhe dá herdeiras, todas batizadas com nome de jogadores – Neymara, Rivelina e Romária. Quando enfim o varão, Bebeto, chega, a decepção: o rapaz sonha em ser dançarino e tem Anitta como inspiração.

Este gracejo com estereótipos não é necessariamente novidade em se tratando de teledramaturgia. Talvez o caso mais conhecido tenha sido o da mecânica Ana Machadão (Débora Bloch) e do bailarino Tiago (Edson Celulari), casal de “Cambalacho” (1986). Mocinhas afeitas ao futebol também são recorrentes: Sissi (Rachel Ripani), de “Zazá” (1997), e Giane (Isabelle Drummond), de “Sangue Bom” (2013).

Para escolher o intérprete de Bebeto, a Globo deverá promover um concurso, no “Caldeirão do Huck” – responsável pela seleção de Caio Castro para “Malhação” (2008) – ou no “Domingão do Faustão” – que revelou Adriana Esteves, Flávia Alessandra e Gabriela Duarte, todas escaladas para “Top Model” (1989).


Aguinaldo Silva supervisiona nova versão do “Carga Pesada”, prevista para ir ao ar no Viva.
Aguinaldo Silva supervisiona nova versão do “Carga Pesada”, prevista para ir ao ar no Viva

O Viva já reeditou o “Sai de Baixo”, o “Globo de Ouro”, a “Escolinha do Professor Raimundo”, o “TV Mulher” e, em breve, irá lançar sua versão do “Cassino do Chacrinha”. Agora, surge a expectativa em torno de uma nova temporada do “Carga Pesada”, clássica série estrelada por Antonio Fagundes e Stenio Garcia, com roteiro de Júlio Kadetti e Peterson Klug e supervisão de Aguinaldo Silva.

Subintitulado “A Última Aventura de Pedro e Bino”, o projeto já conta com cinco episódios prontos e está, no momento, nas mãos da Globo – que poderá ofertar a produção ao Viva. No contexto atual, Pedro (Fagundes) padece para se manter na estrada com um caminho caindo aos pedaços; já Bino (Stenio) transformou-se num rico empresário dos transportes, após um suposto pacto com o diabo.

Os dois amigos ainda se opõem por conta dos filhos: o advogado Renato, herdeiro de Pedro, endeusa Bino; este, por sua vez, é pai de Sônia, mocinha voluntariosa que cai no mundo, obrigando seu genitor a procurar o antigo amigo e cair na estrada novamente. “Carga Pesada”, de 1979, já foi reeditada em 2003 – na época, foram levados ao ar episódios ligados ao “sobrenatural”, como se pretende fazer agora.

Em entrevista ao site da jornalista Cristina Padiglione, que divulgou as informações acima, Aguinaldo Silva afirmou que a Globo não tem investido fortemente em novos roteiristas e novas ideias, função que ele acabou por chamar para si. Além de supervisionar o remake de “Carga”, o autor também cuida de “Dentro da Noite”, outro projeto desenvolvido por pupilos seus. Ainda, leva adiante os capítulos de “O Sétimo Guardião”, sua próxima novela para as 21h.


Regina Casé, fora do ar desde janeiro, só voltará à TV em 2018.
Regina Casé, fora do ar desde janeiro, só voltará à TV em 2018.

Fora do ar desde janeiro de 2017, Regina Casé só deve voltar ao vídeo em 2018. É o que está em discussão no momento nos bastidores da Globo. A nova atração da apresentadora, prevista para setembro deste ano, acabou adiada pelo canal, segundo o jornalista Fernando Oliveira.

O novo formato pensado por Regina e sua equipe pretende retomar a fórmula de programas que a consagram; a maioria, exibidos na década de 90. A nova atração prevê viagens pelo país, com histórias divertidas e motivacionais. O programa ainda difere do “Esquenta!”, seu mais recente projeto, no que tange ao horário.

Casé irá ocupar a faixa noturna, semanalmente – ainda não há definição a respeito do dia. Vale lembrar que a apresentadora se consagrou com atrações exibidas dentro da extinta “Terça Nobre”, linha de shows da Globo que trazia uma atração diferente a cada terça-feira do mês.

Foram alocados neste horário o “Programa Legal”, em parceria com Luiz Fernando Guimarães, e o “Brasil Legal”, talvez a mais conceituada atração de Regina Casé. Também na faixa noturna, ela comandou o “Muvuca” e o “Cena Aberta”. Já nas tardes de sábado, apresentou o “Central da Periferia”. Além, claro, das séries do “Fantástico”.


Agnaldo Timóteo já apoiou Paulo Maluf, implicado em casos de corrupção, e agora quer defender Lula.
Agnaldo Timóteo já apoiou Paulo Maluf, implicado em casos de corrupção, e agora quer defender Lula

O meio político não cansa de surpreender. E as celebridades envolvidas neste nicho também. Que o diga Agnaldo Timóteo. O cantor, de 80 anos, está prestes a se filiar ao PT. Quem garante é o jornalista Ancelmo Gois; após já ter atuado em favor de Leonor Brizola e Paulo Maluf, Agnaldo agora diz ser Luiz Inácio Lula da Silva.

Vale lembrar que Maluf (PP) foi condenado esta semana a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão em regime fechado pelo crime de lavagem de dinheiro, além da determinação do STF de suspender seu mandato e multa de mais de R$ 1,3 milhão. Ele foi o candidato de Timóteo em 1985, na disputa presidencial que elegeu Tancredo Neves, por voto indireto.

Já Lula responde a seis inquéritos – com crimes como tráfico de influência, compra de medidas provisórias, ocultação de patrimônio, lavagem de dinheiro e repasse de propina. É um dos principais alvos da Operação Lava-Jato. Em junho de 2015, Agnaldo classificou, em entrevista a um jornal da Bahia, o juiz Sérgio Moro (um dos principais envolvidos nas investigações) como um “magistrado a serviço do PSDB”.

Agnaldo Timóteo se elegeu deputado federal pela primeira vez em 1982, pelo PDT de Brizola, com quem se desentendeu posteriormente. Foi candidato ao governo do Rio de Janeiro em 1986; dez anos depois, se elegeu vereador. Derrotado na eleição seguinte, foi para São Paulo, onde também foi eleito vereador – e se viu envolvido numa suposta fraude do painel eletrônico da Câmara. Em sua última eleição, esteve filiado ao PMDB, um dos partidos mais encalacrados em casos de corrupção.


Descontão: dos R$ 15 pedidos inicialmente, Simba agora cobra apenas R$ 1,50.
Descontão: dos R$ 15 pedidos inicialmente, Simba agora cobra apenas R$ 1,50

Tá baratíssimo! Com um novo negociador à frente da Simba – o banqueiro Marco Gonçalves foi substituído por Ricardo Miranda, ex-diretor da Sky –, Record, RedeTV! e SBT começam a baratear os seus sinais digitais, na intenção de fechar acordo com as operadoras de TV por assinatura, voltando a figurar no line-up destas. O desconto é generoso: dos R$ 15 pedidos em março para R$ 1,50, por assinante.

Mas, segundo o jornalista Daniel Castro, o valor, embora pareça baixo, continua representando uma polpuda retirada do financeiro das operadoras. Estima-se, considerando toda a base de assinantes do país, que as TVs por assinatura gastem cerca de R$ 28,5 milhões pelo carregamento dos sinais de três canais abertos, disponíveis sem nenhum custo aos telespectadores, via televisão aberta.

Esta despesa extra não poderia, num primeiro momento, ser repassada aos assinantes. Diante do impasse, a TV paga já sinaliza com a possibilidade de investir apenas alguns centavos para ter as emissoras em seu cardápio. Espera-se, contudo, que a negociação resulte em bons resultados para ambos os lados, principalmente pelo tom conciliador adotado por Ricardo Miranda.

Diferente de seu antecessor, Miranda não vem apostando na oferta de novos canais propostos pelo Simba – como um de notícias e outro de reprises. O executivo optou por uma atitude mais realista. E a realidade aponta para a estratégia vitoriosa das operadoras: Record, RedeTV! e SBT sofreram abalos importantes em audiência e faturamento, enquanto o outro lado sofreu uma queda irrelevante no número de assinantes.


Raul Gil se reuniu com a direção da Band na última terça-feira (23).
Raul Gil se reuniu com a direção da Band na última terça-feira (23)

Foi um acerto rápido e inesperado. Em fevereiro, Raul Gil, depois de deixar o SBT, foi recrutado por Silvio Santos para reassumir as tardes de sábado – que sequer chegou a deixar –, após o cancelamento do projeto proposto pelo “patrão” a Celso Portiolli nesta faixa. Mas tão rápido quanto o acordo é a duração do mesmo: apenas um ano, podendo ser interrompido quando convir a uma das partes, sem multa.

Segundo o jornalista Flávio Ricco, Gil esteve durante praticamente toda a última terça-feira (23) em reunião na Band, onde trabalhou de 2005 a 2010 e na década de 80. Não se sabe qual foi o assunto debatido entre o apresentador e a emissora. Vale lembrar que, quando sua saída do SBT foi anunciada, em meados do ano passado, o canal do Morumbi demonstrou interesse em contar com Raul outra vez em seu casting.

Contudo, foi com a RedeTV! que o veterano quase se acertou. Parecia estar tudo apalavrado entre ele e os sócios Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho; em pauta, um programa de cinco horas aos domingos. Silvio Santos entrou na jogada, mantendo Raul Gil por mais um ano no SBT, para cobrir o buraco deixado pelo projeto proposto a Celso Portiolli, que sequer saiu do papel – nem deve virar realidade tão cedo.

O apresentador estreou no vídeo como calouro, em um programa ancorado por Hebe Camargo, na TV Paulista. Assumiu o palco na TV Excelsior, mas fez sucesso mesmo quando ingressou na Record, nos anos 70 (ao todo, acumula cinco passagens pela estação). Foi contratado também da Tupi, da TV Rio e da extinta Manchete. Seu “Programa Raul Gil” oscila, atualmente, ente 5 e 7 pontos de audiência.


Culpa da Rita? Adriana Esteves e Débora Falabella em cena de “Avenida Brasil” (2012)

Vivendo Irene, a única vilã “declarada” de “A Força do Querer”, Débora Falabella foi buscar algumas dicas de maldade junto à atriz que interpretou a última bruxa do horário: Adriana Esteves, eternamente lembrada pela Carminha de “Avenida Brasil” (2012). Ao menos foi o que a atriz sugeriu, ao publicar uma foto em sua conta oficial no Instagram, ao lado da colega de elenco da novela de João Emanuel Carneiro.

“Aproveitei o encontro pra pedir uns conselhos!”, escreveu Débora na imagem em que surge abraçada com Adriana. Em “Avenida Brasil”, Esteves era a “perseguidora” de Falabella. Sua Carminha destruiu a vida da enteada, Rita, quando a abandonou num lixão, após a morte de seu pai, Genésio (Tony Ramos). Anos depois, Rita (agora vivendo como Nina) se instala na mansão da madrasta para vingar-se.

Agora, Débora Falabella está do outro lado da história. Ela é quem, na pele de Irene, planeja pôr fim à aparente harmonia familiar do lar de Eugênio (Dan Stulbach), um cliente por quem se apaixonou; para seduzi-lo, a arquiteta se aproximou de sua esposa Joyce (Maria Fernanda Cândido), plantou a secretária Mira (Maria Clara Spinelli) em seu escritório e vem investindo numa marcação cerrada.

Adriana Esteves, por sua vez, deve voltar ao vídeo repetindo a parceria com João Emanuel Carneiro, segundo o jornalista Fernando Oliveira. Inicialmente escalada para “Jogo da Memória”, cancelada no início do mês, a atriz estaria na mira do autor, que deseja contar com ela em sua próxima novela, prevista para o segundo semestre de 2018. Não se sabe se com uma outra vilã…

Aproveitei o encontro pra pedir uns conselhos! ❤️❤️❤️⚡️

Uma publicação compartilhada por Débora Falabella (@deborafalabellaoficial) em


Chico Pinheiro ironiza comentário de ex-deputado e ganha apoio no Twitter
Chico Pinheiro respondeu comentário de Roberto Jefferson sobre gravata vermelha

Chico Pinheiro não poupa ironias no Twitter. Assim como fez recentemente com um comentário de Rachel Sheherazade, o jornalista mandou uma mensagem para Roberto Jefferson (PTB), pivô do escândalo do Mensalão, nesta quinta-feira (25).

O apresentador do “Bom Dia Brasil”, da Globo, respondeu a uma publicação do ex-deputado, que escreveu sobre o figurino dos jornalistas do matinal. “Miriam Leitão e Ana Paula [Araújo] de vestido vermelho, à la Dilma [Rousseff], e a gravata vermelha do Chico Pinheiro. Já viraram de lado. Bom Dia, Cuba”, disse o político, referindo-se à edição do noticiário de quarta-feira (24).

Chico, então, disparou: “Obrigado pela audiência!! Com a instabilidade política em Cuba, estamos transmitindo agora diretamente de Pyongyang [capital da Coreia do Norte]”. 

A ironia do jornalista teve, rapidamente, o apoio dos seguidores. “Cuidado, Chico. Pode despertar os desejos mais primitivos no ex-deputado mensaleiro”, afirmou um internauta. “Usar vermelho quer dizer que são cubanos?Dilma criou o vestido vermelho?! O vermelho leva você a virar de lado? Pode virar do avesso?“, opinou outro. “Admiro a paciência do Chico para ouvir tanta asneira”, comentou um terceiro.

Roberto Jeferson implicou com visual dos apresentadores do “Bom Dia Brasil”

Veja a resposta de Chico Pinheiro: 


WordPress Lightbox