Acusação contra Cristiano Ronaldo por estupro ganha novo capítulo

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo não será acusado criminalmente de estupro (Imagem: Reprodução / Instagram)

Mais um capítulo, talvez o último, foi aberto na história envolvendo Cristiano Ronaldo e uma acusação de estupro da norte-americana Kathryn Mayorga. O fato ocorreu em 2009 e só veio a público com uma publicação da revista alemã Der Spiegel após Kathryn levar o caso para a Justiça do Condado de Clark, em Nevada (EUA).

A revista publicou uma entrevista com a americana. Mayorga afirmou que encontrou o atacante da Juventus no hotel Palms, em 12 de junho de 2009, antes do craque assinar com o Real Madrid.

CR7 convidou Kathryn e suas amigas para a cobertura onde estava hospedado, ofereceu roupas para entrarem na Jacuzzi, e segundo ela, foi atacada pelo jogador quando estava se trocando. O português pediu que Mayorga fizesse sexo oral com ele e após a recusa, teria a levado para um quarto e a estuprado.

A americana confessou que ficou em silêncio durante os últimos 10 anos por ter assinado um documento prometendo que não revelaria a história. Após o ato, Cristiano teria pedido desculpas e oferecido US$ 375 mil para um acordo. Os advogados da mulher querem anular o documento com o processo. As informações são do Globoesporte.com.

A procuradoria do Condado de Clark se manifestou e decidiu que não irá acusar Cristiano Ronaldo criminalmente por estupro. “Com base numa reavaliação da informação apresentada a esta data, as alegações de agressão sexual contra Cristiano Ronaldo não podem ser provadas para além de dúvida razoável. Por esse motivo, não será apresentada uma acusação”, afirmou.

“Provas em vídeo, mostrando as interações entre a vítima e o agressor antes e após o alegado crime, se perderam. Durante um período de oito anos, a polícia não ouviu nada mais da vítima sobre o crime ou o agressor. E a investigação criminal foi encerrada”, acrescentou.

Cristiano Ronaldo deixa gorda gorjeta para funcionários de hotel na Grécia

Cristiano Ronaldo mostrou que costuma ser bastante generoso quando se sente bem atendido em algum serviço ao deixar uma gorda gorjeta no hotel que se hospedou, durante as férias que passou na Grécia, na semana passada, junto com a noiva argentina, Georgina Rodríguez, e os quatro filhos.

O jogador português ficou em um resort Costa Navarino na qual as diárias custam em torno de R$ 34 mil, e para agradecer a boa hospitalidade e a privacidade que foi preservada pelos funcionários, ele desembolsou um “mimo” no valor de R$ 87 mil.

De acordo com o Daily Mail, CR7 teria ficado muito satisfeito de que nenhuma informação sobre a sua passagem pelo hotel cinco estrelas foi vazada para a imprensa, assim como  também nenhum flagra feito por paparazzi.

O atacante do time italiano Juventus chegou a publicar em seu perfil no Instagram um clique no qual aparece com Georgina em uma banheira, em St. Tropez (França), e teve mais de 8,8 milhões de curtidas em apenas um dia.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.