Adriana Araújo encabeça matéria especial do Repórter Record Investigação

Repórter Record Investigação
Adriana Araújo, apresentadora do Repórter Record Investigação, assina reportagem da edição desta quinta-feira (6) do jornalístico (Imagem: Edu Moraes / Record)

Duas semanas após a estreia como apresentadora do Repórter Record Investigação, Adriana Araújo parte nesta quinta-feira (6) para um novo desafio. Tal qual Glória Maria no Globo Repórter, Adriana surgirá na tela da Record, hoje às 22h30, conduzindo a matéria que domina tal edição do jornalístico: a exploração desumana de adultos e crianças nas lavouras de sisal, no semiárido nordestino.

Adriana Araújo acompanhou, ao lado dos produtores Gilson Fredy e Laura Ferla, a triste realidade dos brasileiros que trabalham até a exaustão para ganhar metade de um salário mínimo por mês. A jornalista e os companheiros de jornada encontraram trabalhadores sem registro em carteira; outros, mutilados em graves acidentes durante as atividades relacionadas ao material usado para confecção de chapéus, cordas e tapetes.

O Repórter Record Investigação ouviu crianças que auxiliam os pais nas tarefas, para complementar a renda familiar. Também Miga, que trabalha nos campos de sisal desde os sete anos. “ Trabalho mais de 12 horas por dia. Eu acho que é escravidão, eu me sinto escravizado”, desabafa.

A pauta em questão levou Adriana Araújo de volta à reportagem, após anos como âncora do Jornal da Record. A jornalista iniciou a carreira como repórter de economia de um jornal impresso. Posteriormente, foi de editora de texto na Globo Minas para a “linha de frente” de matérias dos noticiários de rede, como Bom Dia Brasil e Jornal Nacional. Em 2002, Adriana seguiu para Brasília, passando a atuar na cobertura política do Jornal Hoje.

O acerto com a Record se deu em 2006. Após três anos dividindo a bancada com Celso Freitas, Adriana Araújo assumiu o posto de correspondente em Nova York. Marcou presença em transmissões dos Jogos Pan-Americanos e Olímpicos, bem como nas posses dos presidentes eleitos na história recente do país. Voltou ao JR em 2013, substituindo Ana Paula Padrão.

CONTINUE LENDO →

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.